Boa noite!
25/09
 

Artigos

Voltar
Sexta-feira, 08 de julho de 2005 - 16h42m

Leilões > Eqüinos

O Cavalo Crioulo - Investimento em ascensão



Por Fernando Zandonai *

Crioulo - termo que representa "nativo do lugar". O Cavalo Crioulo é descendente dos cavalos Berberes e Andaluzes (grandes cavalos de guerra no Velho Mundo), cavalos que foram embarcados para desbravar a América com os colonizadores.

Estes animais, aqui chegando, encontraram na pampa (região plana de alta capacidade nutricional no sul da América do Sul) um ambiente propício para se reproduzirem, formando manadas selvagens, que foram selecionados pela natureza durante 400 anos, até que homens do campo que reconheciam a capacidade de trabalho, força e resistência incomum destes animais, passaram a resgatá-los dos índios para uso no trabalho. Abriram-se assim os registros genealógicos no Chile, na Argentina, no Brasil (RS), no Uruguai e Paraguai. Hoje, existe a Federação Internacional dos Criadores de Cavalos Crioulos formada por estes cinco países.

Os cavalos crioulos são animais que, quando vieram para o continente americano, já eram selecionados há muitos anos na Europa, usados nas guerras e na atividade cotidiana – urbana e nos campos. Na seleção natural ganhou resistência, fôlego, ossos, peles, tendões rijos e fortes e; agilidade aprimorada pela necessidade de fugir dos inimigos naturais e resistindo desde as geleiras das Cordilheiras do Andes até o deserto chileno.

Esse cavalo treinado nas mesmas condições de raças importadas (como o Quarto de Milha e o Árabe do Oriente) vence várias provas de forma incontestável, julgados por jurados americanos e brasileiros têm chamado a atenção desde valente pequeno-grande cavalo, vai conquistando o Brasil e até mesmo começa a ser exportado para os EUA.

Os americanos estão acompanhando e estudando os resultados do Cavalo Crioulo, impressionados com a performance deste cavalo que estava "escondido" no fundo das Fazendas e Estâncias. Hoje, o cavalo crioulo brasileiro é considerado o melhor de todos entre os outros países do continente. O cavalo deixou de ser um esporte da elite e chegou no homem da cidade como lazer e investimento. Do empresário ao profissional liberal encontram-se os interessados em desenvolver as condições para treinar, competir e vencer, mais que o próprio produtor rural, que sabe mesmo é criar e não investir para competições oficiais.

E para garantir a ampliação dos investidores, diminuir o preço no pregão de animais selecionados e permitir comodidade, a internet é fundamental para aproximar o produtor e o investidor: encurtando caminhos e viabilizando profícuos negócios.


* Fernando Zandonai é coordenador do Leilão Digital do Cavalo Crioulo da Estância da Quinta – equinta@terra.com.br


Fonte: Vera Moreira
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r