Boa noite!
25/09
 

Artigos

Voltar
Segunda-feira, 07 de fevereiro de 2005 - 12h00m

Biotecnologia > Ciência

O que viria a ser a biotecnologia relacionada com animais?



Por Romão Miranda Vidal *

Antes de entrarmos no assunto propriamente dito, seria necessário fazermos uma viagem no tempo, quando há 4.000 anos atrás os sumérios já fabricavam suas cervejas. Digamos por assim dizer os primórdios da biotecnologia, ligada á agricultura (grãos). Os que gostam de estudar a Bíblia encontrarão algumas citações no Velho Testamento, a respeito do iogurte (animais). Diz a Bíblia que um anjo apareceu a Abraão e lhe deu instruções para que desse leite de cabra fermentado para Sara, mulher do patriarca. E Sara recuperou a sua saúde. Afirmam alguns que o iogurte é mais velho que a Bíblia... .

Citamos dois tipos de produtos: cerveja e iogurte: reino vegetal e reino animal. Ambos resultantes de fermentações, que no decorrer dos séculos foram se aperfeiçoando em razão de novos meios biológicos que participavam do processo fermentativo. Então o que isto quer dizer? Primórdios da Biotecnologia agrícola (uso de grãos fermentados para o fabrico de cerveja e animal como o uso de bacilos = (bactéria em forma de bastonete) ou (designação comum às bactérias do gên. Bacillus, cujas spp. são saprófitas ou patogênicas para os seres humanos e mamíferos). Não vamos nos delongar.

Na evolução dos tempos, o homem buscou fazer uso do acaso, do achado para seu benefício. Mas seriam necessários alguns séculos para que tal viesse a ser um ato comum e corriqueiro.
Nos dias atuais muito se tem discutido a respeito da Biotecnologia. Interesses vários, muitos não compreendidos, outros radicais, mas o importante é que se construa uma informação positiva e correta. Na área animal e em especial a relacionada com a produção animal a Biotecnologia vem acumulando resultados positivos, de modo que seus objetivos estão sendo alcançados: produção de alimentos seguros, sadios, completos, limpos e sem agressão ao meio ambiente e sem efeitos colaterais. O que de certa forma tem colaborado para uma Qualidade de Vida mais adequada com os tempos atuais.

Definir Biotecnologia Animal. Podemos entender como sendo um esforço concentrado, uma coleção de conhecimentos, uma concentração e técnicas modernas desenvolvidas com o intuito de serem utilizadas na melhoria de Sistemas de Produção Animal, em Sistemas de Sanidade Animal, sempre considerando que ao se adotar estes Sistemas, há de se considerar que a Qualidade e o Bem Estar Animal são condições essenciais.

Quando se fala em Biotecnologia há de se entender que esta ciência obrigatoriamente engloba e necessita da participação de outras ciências e de outras áreas correlatas, mesmo porque, no caso da Pecuária, a tendência é estudar e desenvolver organismos geneticamente modificados – reino vegetal (vacinas transgênicas) e reino animal v.g. (lactobacilos), objetivando fins produtivos e economicamente viáveis e aplicáveis., razão pela qual a Bioquímica, a Genética, a Fisiologia, a Biologia, a Anatomia, a Nutrição, o Meio Ambiente são ações interdisciplinares essênciais.

Ao nos referirmos a Sistemas de Produção Animal deve-se entender que a Biotecnologia busca na sua matriz maior, a melhoria produtiva da unidade animal de modo a possibilitar uma produção alimentar sem que haja uma agressão ao todo. Isto é, o produto final deverá apresentar condições de elevados padrões alimentares e com benefícios nutricionais e alimentares para o consumidor final. Lógico que neste raciocínio estão contemplados os protocolos de bioética animal.

Um dos exemplos práticos. As alterações genéticas que resultam em animais clonados que apresentam grandes produções de leite ou de carne. O emprego da Biotecnologia na avicultura apresenta resultados evidentes. Antes tempo um frango era abatido com 60 dias. Hoje com 38 dias, em média.

Deixemos de lado o campo propriamente dito e vamos entrar no laboratório. Um dos vários usos e emprego da Biotecnologia:

Animais Biorreatores-são animais geneticamente modificados que se apresentam com a capacidade de produzir algumas substâncias, as quais possam ser aproveitadas na área farmacêutica, como matéria prima na produção de alguns produtos, como por exemplo o Hormônio do Crescimento obtido através do leite de uma vaca geneticamente modificada, para este fim especifico.

Xenotransplantes- xenotransplante é a denominação dada ao transplante de órgãos entre diferentes espécies. A barreira que define a espécie vai até onde a reprodução é possível. Por exemplo, um cão e um porco não podem acasalar e dar origem, com sucesso, a descendentes. Como tal, eles pertencem a diferentes espécies. O transplante de um para o outro é denominado de xenotransplante. (Sílvia Fernandes)

Finalizando de uma forma não muito científica, mas elucidativa e própria para o meio pecuário, se bem que não o de corte, vamos exemplificar da seguinte forma:

Manipulação de Células de Animais- os laboratórios em todo o mundo manipulam também há muito as células de animais, modificando desta forma as suas características genéticas, criando também novos seres. Os que defendem estas práticas afirmam que os métodos são novos, mas a realidade é antiga. A mula é, por exemplo, o fruto do cruzamento entre o cavalo e a burra. (Carlos Fontes)

Controvérsias à parte a Biotecnologia relacionada com animais e em especial quando a sua utilização se dá em dois campos distintos: Sistemas de Produção Animal e Sistema de Sanidade Animal vem demonstrando que a humanidade pode sentir-se recompensada e agradecia pelos avanços e pelos resultados dos quais já pode desfrutar, graças a Biotecnologia.

Respeitando ideologias, posições, pensamentos e fé, gostaria de citar ainda que o respeito para com os animais é essencial. A Etologia e a Bioética falam por si só. Mas seria importante ainda acrescentar:

#Os animais tal como os seres humanos têm direitos e esses devem ser respeitados;

#É aceitável o sacrifício dos animais, para propósitos médicos, se estes apresentarem um potencial beneficio para os seres humanos;

#Para alguns etologistas, verifica-se uma grande tendência para atribuir aos humanos um direito absoluto à vida em detrimento de outras criaturas atribuindo à espécie humana num elevado estatuto. Contudo, nós matamos animais para comer e usamos as suas peles e outros produtos para nossos benefícios. Então, também parece perfeitamente aceitável, usar o fígado de um porco para salvar uma vida humana; (Sílvia Fernandes)


* Médico Veterinário
CRMV-PR-0039
E-mail: romaovet@uol.com.br


Fonte: Página Rural
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r