Bom dia!
18/10
 

Artigos

Voltar
Domingo, 05 de março de 2006 - 14h27m

Animais > Bovinos

Vacina é a principal ferramenta na erradicação da aftosa



Por Emílio Salani *


A vacina é a ferramenta básica de um plano de erradicação de doenças. E o Brasil detém a melhor e mais moderna tecnologia de fabricação da vacina contra febre aftosa no mundo. Toda a produção passa por duplo controle de qualidade: dos próprios laboratórios e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).



O parque industrial brasileiro possui capacidade de produção de 500 milhões de doses/ano da vacina inativada contra febre aftosa. Seis laboratórios fabricam a vacina oleosa de longa ação, que garante maior tempo de imunização, protegendo o animal por seis meses, e combate os vírus O, A e C.

A eficiência da vacinação também depende de outros pilares, como a qualidade da aplicação e a conservação do produto, que precisa ser armazenado entre 2º e 8ºC. Além disso, também interferem as características dos animais (precisam estar sadios) e principalmente o número de animais vacinados na propriedade. Aqui, um alerta: é fundamental que o pecuarista vacine todos os animais do rebanho. A vacinação correta somada ao controle de trânsito de animais – para que bovinos não protegidos tenham contato com animais sadios – reduz praticamente a zero as chances de aparecimento da febre aftosa.

A responsabilidade dos laboratórios veterinários é de fabricação de vacinas de qualidade e total rastreabilidade. Nesse sentido, reforço que não há no setor de saúde animal produto tão regulado quanto a vacina de febre aftosa.

Toda a produção brasileira de vacinas contra aftosa, após o controle de qualidade dos laboratórios, é encaminhada à Central de Selagem de Vacinas (CSV), instrumento de controle e acompanhamento do fornecimento de vacinas, instalado em Vinhedo (SP). A Central de Selagem recebe as vacinas produzidas pelos laboratórios sob a supervisão dos fiscais do MAPA, confere os volumes produzidos e aguarda a coleta de amostras, enviadas aos laboratórios oficiais de controle do Ministério. Os lotes de vacinas aprovados pelo MAPA são encaminhados para selagem: cada frasco recebe selo holográfico de segurança, quando então ficam à disposição dos laboratórios para comercialização.

Com esse processo, além de duplamente controladas, as vacinas contra febre aftosa têm total rastreabilidade e garantia de qualidade até sua chegada nas revendas e outros locais de comercialização. Até esse momento, a indústria veterinária garante a qualidade da vacina, transportada com rastreador de temperatura. Quando chegam nas revendas, as vacinas são recebidas por fiscais estaduais, que checam sua temperatura, conferem os lotes e a liberação do Ministério e só então autorizam a entrega do produto. A partir desse ponto, a correta conservação da vacina depende inicialmente da revenda e em seguida do produtor que adquire a vacina, assim como dele depende a correta aplicação e o manejo adequado do produto.

Não conheço histórico de foco de febre aftosa no País após a utilização correta da vacina contra a doença. Porém, além de vacinar os animais, outras medidas se fazem necessárias para manter o rebanho brasileiro protegido. Essas medidas passam pelo cadastro das fazendas e dos animais e a sorologia periódica, objetivando mostrar que não há atividade viral na região. Isso não é tudo: a presença de barreiras móveis e fixas nas áreas de fronteira, controlando o trânsito de animais, além da vacinação assistida ou supervisionada na região, e o trabalho conjunto com os países vizinhos, viabilizando a regionalização da erradicação da aftosa, são atribuições igualmente fundamentais.

Por tudo isso, a erradicação é um grande desafio para o País, mas que pode ser vencido. Porém, é preciso que todos os envolvidos na cadeia produtiva façam sua parte.


* médico veterinário e presidente do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan)
E-mail: emilio.salani@org.br


Fonte: Texto Assessoria de Comunicações
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r