Bom dia!
25/09
 

Artigos

Voltar
Sexta-feira, 04 de agosto de 2006 - 15h22m

Agronegócio > Bovinos

Brazilian Beef conquista o mundo



Por Marcus Vinicius Pratini de Moraes *


Quando fui convidado para presidir a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) tive a certeza de que começava naquele momento mais um desafio na minha vida profissional: tornar o Brasil um país de destaque no mercado mundial da carne. Para isso haveria de abrir mercado e fazer o marketing da carne brasileira a fim de que o mundo descobrisse o sabor do nosso produto e tivesse informações sobre a qualidade e a tecnologia dos nossos frigoríficos.


À frente da Abiec desde 2003 tive a oportunidade de contribuir para que o Brasil se tornasse o maior exportador de carne do mundo e saísse de US$ 1 bilhão em receita cambial (2002) para US$ 3,1 bilhões em 2005. Tenho convicção de que os exportadores brasileiros de carne bovina têm papel fundamental no mercado mundial e por meio da entidade que os representa podem contribuir ainda mais.

A Abiec é hoje o principal representante do setor de carne bovina nos fóruns nacionais e internacionais de regulamentação e abertura de mercados. A entidade tem trabalhado junto com o Ministério da Agricultura na regulamentação do setor, na elaboração e execução dos programas sanitários, como o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa e o PNCR, no qual tem investido recursos humanos e financeiros e, nas negociações internacionais para a abertura de mercados.

Quando estava à frente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, fui testemunha do apoio da entidade nos contenciosos sanitários do Brasil, como no caso da “vaca louca”, quando o Canadá acusou levianamente o País de ter a doença, e no reconhecimento das áreas livres de febre aftosa pela OIE - Organização Mundial de Saúde Animal.

Graças ao trabalho realizado pela Abiec, em parceria com o governo federal, os produtores e a sociedade, o Brasil passou, em 2003, a ser líder mundial na exportação de carne bovina. Hoje o País exporta para 176 países.

Além da área sanitária, a Abiec tem atuado na promoção da carne brasileira no exterior. Em parceria com a Apex-Brasil - Agência de Promoção de Exportações, a entidade e seus associados criaram a marca Brazilian Beef. Sempre com a marca Brazilian Beef em destaque a Abiec têm participado de feiras internacionais como a SIAL em Paris e a Anuga em Colônia, assim como workshops em embaixadas brasileiras pelo mundo, e visitas de autoridades e formadores de opinião, além de eventos com degustação de carnes para promover o produto brasileiro no exterior, obtendo êxito visível.

Criada em 1979 por força da necessidade que os exportadores de carne sentiram de uma atuação focada e mais agressiva na defesa de seus interesses específicos, a Abiec alcançou seus objetivo e ultrapassou fronteiras e hoje representa um marco para o setor e para a economia brasileira, pois a instituição deu voz aos associados e facilitou a sua interlocução com entidades governamentais nacionais, outras entidades de classe e organismos internacionais.

* economista e presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec)
E-mail: pratini@abiec.com.br


Fonte: Miguel Bueno
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r