Boa tarde!
26/09
 

Artigos

Voltar
Quinta-feira, 02 de agosto de 2007 - 12h06m

Agroinformática > Ecológico

Sistemas de Informações Geográficas apóiam a gestão ambiental



Por Érico Pagotto *

Vivemos em um mundo cada vez mais populoso e urbanizado. A evolução tecnológica recente tem sido fortemente marcada pela informação, que se tornou cada vez mais abundante, especializada e dispersa em redes mundiais.

Essa dinâmica recente tem também um reflexo na forma como os recursos naturais têm sido explorados. A ocupação humana modifica paisagens naturais, diminui a biodiversidade e tem impacto direto sobre a vida da população que depende desses recursos.





Hoje em dia não se questionam mais as transformações ambientais, como o desflorestamento, a explosão demográfica, as mudanças climáticas e a elevação do nível do mar. Precisamos, no entanto, de um maior entendimento sobre estas transformações. Conhecer melhor como elas acontecerão nos próximos anos e que impacto terão no estilo de vida das sociedades atuais.

Os Sistemas de Informações Geográficas (GIS) são considerados hoje em dia por pesquisadores, técnicos e gestores ambientais como a ferramenta mais adequada para compreender estas transformações. Estes sistemas permitem medir, analisar, modelar, planejar, tomar decisões, comunicar e agir de forma a buscar maior eficiência, maior economia de recursos, e também de forma mais integrada, mais colaborativa.

O GIS deixou de ser uma ferramenta de especialistas e está se tornando cada vez mais descentralizado e colaborativo. Por um lado, está cada vez mais presente em dispositivos móveis, como celulares e equipamentos GPS, levando o GIS ao campo. Por outro, está também cada vez mais presente na web, servindo como veículo de comunicação para troca de dados e de informações, como uma nova linguagem capaz de integrar sistemas diferentes e criar maior colaboração e novas oportunidades para buscarmos soluções para nossos desafios atuais.

No Brasil, por exemplo, o Ministério do Meio Ambiente, por meio do IBAMA, disponibiliza um site GIS na web com dados ambientais produzidos pelas Secretarias Estaduais de Meio Ambiente e compartilhados por uma ferramenta GIS (siscom.ibama.gov.br/website/SisCom/viewer.htm).

Os governos estaduais também estão atentos às possibilidades de utilização do GIS para as atividades voltadas à conservação ambiental. Assim, por exemplo, a Secretaria de Meio Ambiente do Mato Grosso, SEMA-MT, oferece uma ferramenta GIS web para acesso à base de dados daquele estado, que também é utilizada nas atividades de licenciamento, monitoramento e fiscalização ambiental.

As organizações não-governamentais, por sua vez, utilizam o GIS em seus trabalhos na área de conservação ambiental. O ISA, Instituto Sócio-Ambiental, por exemplo, disponibiliza em seu site (www.socioambiental.org/map/index.shtm) uma série de mapas on line das Áreas Prioritárias para a Conservação da Biodiversidade da Amazônia Legal Brasileira, um mapa nacional com todas as terras indígenas no Brasil e os mapas da Bacia Hidrográfica da represa Billings com as suas áreas prioritárias para conservação.

A tendência da evolução tecnológica é tornar a informação básica cada vez mais disponível, utilizando-se do maior número de satélites de imageamento da Terra e da maior publicação e compartilhamento de dados geográficos por meio da web. Estes dados básicos tendem a se tornar mais volumosos, detalhados e intercambiáveis dentro de sistemas capazes de “conversar” e trocar informações, permitindo aos usuários e gestores uma melhor percepção da modelagem integradora que deverá ser adotada para gerenciarmos melhor os recursos naturais com o apoio de sistemas para tomada de decisão.


* Ecólogo formado pela UNESP e especialista em Administração pela FAAP, com 15 anos de experiência profissional na área de geotecnologias e sensoriamento remoto
E-mail: pagotto@img.com.br


Fonte: Mariana Nakata
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r