Boa tarde!
19/11
 

Artigos

Voltar
Domingo, 02 de setembro de 2007 - 17h16m

Agronegócio > Economia

BB busca proteção da renda e da produção



Por José Carlos Vaz *

Com o apoio de parceiros, como a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Banco do Brasil (BB) vem desenvolvendo ações junto ao mercado do agronegócio voltadas aos mecanismos de proteção de preços em bolsas de mercadorias. O objetivo é reduzir os riscos ocasionados pela oscilação das cotações das commodities agropecuárias com a utilização dos instrumentos de comercialização disponíveis na Bolsa de Mercadorias, como os Contratos Futuros e de Opções. Nos últimos dois anos, o Banco treinou cerca de 800 funcionários, que atuam nas principais regiões produtoras do País.




Os contratos negociados na BM&F são padronizados e regulam a quantidade e a qualidade do produto, meses futuros de vencimento e as condições de liquidação da operação (por compensação financeira ou por entrega do produto).

Recentemente, o Banco lançou aos seus clientes a modalidade de contratos de opções na Bolsa, que possibilita ao produtor fixar um preço mínimo de venda de sua commodity mediante o pagamento de um prêmio. As condições são previamente ajustadas e o direito do produtor se utilizar da prerrogativa é válida até o vencimento do contrato.

Dessa forma, o produtor rural tem a possibilidade de fixar o preço de seu produto a qualquer momento e, assim, potencializar os ganhos e minimizar os riscos de sua atividade. Tais mecanismos favorecem melhor planejamento do fluxo de caixa para desenvolvimento da atividade agropecuária.

Dentre as principais vantagens dos derivativos agropecuários disponibilizados pelo BB, estão a constituição de proteção de preço (hedge) da safra, conjugado com o crédito rural, contratação simplificada com linhas de crédito para financiar margens de garantia, ajustes diários, prêmio de opções e custos de bolsa para a proteção de preço.

Seguro Agrícola
O BB tem aprimorado os mecanismos de proteção contra eventos climáticos que possam afetar a produção rural e, conseqüentemente, a renda do produtor. Para a safra 2007/2008, a oferta do BB Seguro Agrícola teve sua área de abrangência ampliada, passando a contemplar as lavouras de soja e milho no DF e nos estados de GO, MG, MS, MT, PR, SP e BA, este último para garantia exclusiva da soja.

Para os agricultores familiares, a regulamentação determina a contratação do Proagro nas operações de custeio. Para culturas como a do arroz, feijão, milho, mandioca, soja e leite, o Programa de Garantia de Preços para Agricultura Familiar – PGPAF assegura um bônus aos agricultores familiares beneficiados com financiamentos do Pronaf sempre que o preço de comercialização dos produtos estiver abaixo do preço de garantia.

Cartão de crédito do produtor rural
Com o objetivo de ampliar a oferta de produtos e serviços do setor, o Banco do Brasil lançou recentemente o primeiro cartão brasileiro destinado ao produtor rural, o Ourocard Platinum Agronegócio, que permitirá o acesso às linhas de crédito agrícola em operações já aprovadas para a compra de produtos agropecuários.

Além das facilidades de um cartão com múltiplas funções, a modalidade de compra por meio do cartão proporciona outra vantagem na aquisição de produtos vinculados à atividade rural: agora não é mais necessária a apresentação de nota fiscal à agência para a liberação de recursos.

O cartão também traz benefícios aos lojistas, uma vez que o crédito tem prazo reduzido e os custos de serviço são mais atrativos do que em outras formas de financiamento.



* Diretor de Agronegócios do Banco do Brasil. Graduado em Direito pelo Centro Universitário de Brasília, com MBA Altos Executivos pela USP/Fipecafi - SP
E-mail: jcvaz@bb.com.br


Fonte: Banco do Brasil
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r