Boa tarde!
15/10
 

Artigos

Voltar
Terça-feira, 29 de julho de 2008 - 17h21m

Agronegócio > Aves

As exportações brasileiras de carne de frango e o RS



Imagens

Francisco Turra, presidente executivo da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos

Foto: Divulgação / ABEF



Por Francisco Turra

A avicultura brasileira de exportação, que registrou um novo recorde em 2007 com embarques de quase 3,3 milhões de toneladas e uma receita cambial de US$ 5 bilhões, está exibindo em 2008 um outro desempenho notável.

No primeiro semestre os embarques somaram 1,8 milhão de toneladas e a receita chegou a US$ 3,3 bilhões, o que já leva a estimar que as exportações fiquem entre US$ 6 bilhões e US$ 6,5 bilhões ao final do ano.

O Brasil se consolida como o maior exportador mundial de carne de frango, posição conquistada em 2004. E já avança também para passar da terceira para a segunda posição no ranking dos produtores.

No primeiro semestre a produção brasileira somou 5,3 milhões de toneladas. Historicamente, dois terços da produção são destinados ao mercado interno, onde o consumo per capita chega a quase 38 quilos por ano.

No mercado internacional, a carne de frango brasileira está presente hoje em mais de 150 países, respondendo por quase 40% do comércio internacional. É o terceiro produto na pauta de exportação do agronegócio brasileiro e o quinto no ranking geral das exportações do país.

Esses indicadores refletem, naturalmente, a força da avicultura brasileira, um dos setores mais importantes da economia nacional, com participação de 1,5% no Produto Interno Bruto e responsável por 4,5 milhões de empregos diretos e indiretos.

E um dos mais importantes estados deste importante segmento do agronegócio nacional é o Rio Grande do Sul. É o terceiro no ranking nacional, abaixo apenas de Santa Catarina e do Paraná. No primeiro semestre, o estado contribuiu com 21,5% do total de carne de frango exportada para o resto do mundo. Foram embarcadas 396 mil toneladas, com uma receita cambial de US$ 736 milhões.

No interior do Rio Grande do Sul estão localizadas algumas das mais importantes plantas frigoríficas da avicultura brasileira de exportação. E do porto de Rio Grande são embarcados contêineres com a nossa carne de frango tendo como destino alguns dos mercados mais exigentes do mundo, como o europeu e o asiático – em uma contribuição inestimável para a conquista do primeiro lugar do Brasil na exportação mundial desta importante proteína animal.

O Brasil chegou a essa posição após décadas de muito trabalho, onde foi fundamental a criação da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (ABEF). Constituída em 1976 a ABEF têm, entre suas missões, dedicar-se ao acesso de novos mercados, ao desenvolvimento das exportações do setor e garantir a qualidade do frango brasileiro.

Hoje a ABEF representa as principais empresas produtoras e exportadoras de carne de frango do Brasil, que respondem por 92% da produção brasileira destinada ao mercado internacional. 

Hoje o setor vive grandes desafios. A trajetória de crescimento nas exportações ocorreu em uma conjuntura desfavorável no câmbio, com a valorização do real frente ao dólar reduzindo a rentabilidade das empresas. Por outro lado, ocorreu um sensível aumento de custos dos principais insumos, como o milho e a soja, base da alimentação de nosso plantel avícola.

A ABEF tem se movimentado na defesa do setor. Ao lado de 11 entidades do agronegócio encaminhou ao deputado federal Sandro Mabel (PR-GO), relator do projeto de reforma tributária (PEC 233), um documento sugerindo oito pontos de aperfeiçoamento na proposta, visando à desoneração tributária.

No caso do milho, nossa posição tem sido a de alertar para a eventual necessidade de recorrer às importações do produto, em caso de escassez no mercado interno, já que a avicultura responde por cerca de metade do consumo da safra.

A superação desses desafios da avicultura brasileira de exportação irá estimular, sem sombra de dúvida, um crescimento ainda maior do emprego e da renda em estados de enorme importância para o agronegócio nacional, como o Rio Grande do Sul.


Presidente Executivo da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (ABEF).

E-mail: abef@abef.com.br


Fonte: Insight Engenharia de Comunicação - ABEF
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r