Boa noite!
17/01
 

Artigos

Voltar
Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 - 12h03m

Arte e Cultura > Café

O carnaval e o café



Imagens

Clodoaldo Iglezia

Foto: Divulgação



Por Clodoaldo Iglezia

Estamos às vésperas da festa mais popular do Brasil: o carnaval. Serão quatro dias de muita folia, com gente sambando sem parar. Haja pique para tanta alegria. Pois é exatamente aí que entra o papel de outro grande ícone da cultura popular brasileira: o café.

Ele é o carro abre alas de todas as nossas manhãs. É ele quem nos faz acordar e nos dá a energia necessária para encararmos um belo dia de trabalho. Então, porque não contar com a presença dele também nos dias de folia?

Assim como o carnaval, o café evoluiu. Enquanto um é protagonizado pelo carnavalesco, o outro tem seus encantos desvendados pelo barista. Duas culturas completamente enraizadas pelos brasileiros. Os dois maiores símbolos do nosso país pelo mundo.

A responsabilidade destes ícones da nossa cultura é grande, mas eles nunca perdem a majestade. Nada escapa aos ouvidos do carnavalesco e nem mesmo ao olfato do barista. A eterna busca pela harmonia perfeita da bateria é a mesma que preza pelo aroma e sabor de qualidade superior.

O quesito “evolução” é tão respeitado por um quanto pelo outro. No carnaval, a cada ano as fantasias ficam mais bonitas, os sambas enredo mais charmosos e os carros alegóricos mais imponentes. No café não é diferente. A bebida está sempre ganhando novas formas, dando um ar de sofisticação que chega a fugir do pretinho básico e tradicional de todos os dias. São receitas quentes e geladas que comprovam a versatilidade do produto.

E as semelhanças não param por aí. As duas paixões nacionais nasceram lado a lado, no continente africano. Mas a adoção pela terra chamada Mãe Brasil nos faz esquecer deste detalhe. Nos apropriamos e nos especializamos tanto nessas maravilhas que somos capazes de jurar que elas foram originadas aqui mesmo.

A democracia também é outro traço peculiar do café e do carnaval. Ambos invadem as ruas e os lares consagrando-se como a festa e a bebida mais democráticas do nosso país. Sem distinção de classe ou raça.

Somando-se todas estas similaridades, ainda é possível notar a importância social das duas culturas. Cada um ao seu estilo, atuam na geração de empregos e na gestão empreendedora por competências. Os dois são criativos, se recriam, se transformam. São aprovados com nota 10 no quesito dedicação e paixão pelo que se faz. São exportados para o resto do mundo levando o eterno brilho de campeões.

Classificador, degustador e barista de café da Baggio Coffees
E-mail: clodoaldo@baggiocoffees.com


Fonte: Página Rural
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r