Boa tarde!
17/07
 

Artigos

Voltar
Terça-feira, 13 de abril de 2010 - 17h45m

Agronegócio > Etanol

Indicador de Preços Disponível do Etanol Hidratado



Imagens

Fabiana Perobelli

Foto: Divulgação / BM&FBOVESPA



Por Fabiana Perobelli

Em 2003, com o lançamento do carro flex fuel movido a etanol, gasolina ou qualquer mistura entre os dois, verificou-se uma nova dinâmica no setor sucroalcooleiro. E, desde então, com a consolidação dessa frota, aumentou a importância do mercado de etanol hidratado.

Tendo em vista a relevância e a dinâmica do setor de combustíveis renováveis no Brasil e no mundo, a BM&FBOVESPA e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) lançaram o Indicador de Preços Disponível do Etanol Hidratado Paulínia (SP), em 30 de março. O índice tem como formação de preço a região de Paulínia, um dos mais importantes polos de distribuição do Brasil.

O convênio entre a BM&FBOVESPA e o Cepea na construção de indicadores de preços agropecuários existe há mais de 15 anos, sendo responsável pela criação de índices que podem ser utilizados na liquidação de contratos futuros da Bolsa, como é o caso do milho e do boi gordo. Atende também à necessidade de auxiliar o mercado na descoberta dos preços.

O Indicador de Preços do Etanol Hidratado refere-se à média simples de preços de negócios realizados entre vendedores, especialmente unidades produtoras de etanol hidratado (combustível), e compradores, principalmente distribuidoras de combustíveis.

Como a região formadora de preço do indicador é a região de Paulínia, serão considerados nas amostras apenas os preços de volumes direcionados às bases de armazenamento e distribuição de Paulínia e os referentes a negócios cujos volumes serão enviados às bases de regiões de “influência de Paulínia”: Guarulhos, Barueri, Santo André, São Caetano do Sul, São José dos Campos, Cubatão, Ipiranga e São Paulo, localizadas no Estado de São Paulo. No caso da cidade de São Paulo, os preços serão ajustados para a condição CIF-Paulínia.

O indicador será calculado e divulgado diariamente com informações de preços fornecidas pelos colaboradores (agentes do segmento produtor, atacadistas, corretores e demais operadores do mercado físico). Tais informações serão coletadas pela equipe do Cepea por meio de contato telefônico e/ou mensagens eletrônicas, e deverão referir-se necessariamente a negócios efetivados. Ofertas serão desconsideradas da amostra.

Os tipos de informações de preços que comporão a base de dados usada na estimativa do indicador são descritos a seguir:

i. O colaborador informa o preço PVU – Posto Veículo Usina – e o preço do frete até Paulínia (SP).

ii. O colaborador informa apenas o preço na condição PVU, desconhecendo o preço do frete. Nesse caso, o preço do frete é estimado considerando a distância entre o município em que se localiza a usina e Paulínia. Posteriormente, esse valor é somado ao preço PVU. O procedimento é adotado tanto no caso de venda direta para Paulínia quanto no caso de produto direcionado às bases de influência daquele polo. Vale notar que o frete é, então, estimado diretamente da usina até Paulínia, sem triangulação com a base a que efetivamente se direciona o produto.

iii. Também serão considerados na amostra preços negociados em operações realizadas na condição CIF-Paulínia (preços de frete pagos pelo vendedor que entrega o produto na base de destino), independentemente de a entrega do produto ser feita com ou sem frete de retorno.

iv. Não são considerados na amostra preços CIF cujos volumes são direcionados a bases de influência do polo de Paulínia.

Os valores negociados a prazo, incluindo impostos e preços de frete, serão transformados em valores presentes usando-se a taxa do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Após serem descontados os encargos financeiros referentes ao prazo de pagamentos, os valores são desonerados de ICMS (incluindo a desoneração sobre o preço do frete) e, por último, é descontado o valor do PIS/Cofins. Feitos os descontos, é calculada uma média aritmética simples, sendo os dados submetidos a procedimentos estatísticos para eliminar valores discrepantes.

Serão desconsideradas no cômputo da média as informações que excederem o intervalo de dois desvios padrões.

Em função da manutenção da consistência do indicador, será adotado o critério de excepcionalidade no caso do número de informações levantadas em determinado dia ser igual ou inferior a cinco dias. Assim, a média do preço deste dia será constituída pelo indicador do dia anterior e pelos preços do dia corrente.

O preço CIF será divulgado em reais por metros cúbicos líquidos de ICMS e PIS/Cofins, com duas casas decimais. A média apurada será arredondada nas duas casas decimais para a unidade (R$1,00) ou R$0,50 (Tabela 1). O indicador será divulgado em moeda nacional nos sites da BM&FBOVESPA e do Cepea após as 18h01min, nos seguintes endereços:

www.bmfbovespa.com.br > mercados > mercadorias e futuros > derivativos > agronegócio

www.cepea.esalq.usp.br

Com iniciativas como esta, a BM&FBOVESPA pretende auxiliar na consolidação do mercado de etanol no Brasil e no exterior.


Gerente de Produtos do Agronegócio da BM&FBOVESPA. Doutora em Economia de Empresas pela FGV/SP. São Paulo/SP

E-mail: fperobelli@bvmf.com.br


Fonte: BM&FBOVESPA
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r