Boa noite!
16/12
 

Artigos

Voltar
Quarta-feira, 23 de junho de 2010 - 14h45m

Política Agrícola > Meio Ambiente

É agora ou nunca!



Por Amado de Oliveira Filho

Agora os norte-americanos escancararam de vez suas reais intenções em relação às restrições ambientais em todo o planeta. Através de um estudo denominado de “Farms Here, Forests There” - Fazendas aqui, Florestas lá -, atribuíram com detalhes sua grande oportunidade de negócios se conseguirem reduzir o desmatamento tropical. Acreditam eles que desta forma alavancariam a competitividade da agricultura e da madeira produzida nos Estados Unidos.

Nós brasileiros, especialmente as instituições de representação da classe produtora rural denunciávamos isto havia décadas, no entanto, para nossos críticos isto apenas se tratava de denúncia vazia dos grandes produtores rurais. Agora, o que dizer se o estudo fora divulgado pelo País de Barack Obama?

Por outro lado, está em curso em todo o Brasil, movimento extremamente organizado que contribuirá decisivamente para que os Estados Unidos consigam, pelo menos, uma forte redução do desmatamento mundo afora. Trata da formatação, sob o comando de Ong´s engendradas nas repartições públicas ambientais estaduais, de leis restritivas à expansão da agropecuária sob o manto do fenômeno das mudanças climáticas. Sendo assim...

Por tudo isto, me associo ao ilustre Prof. Denis Lerrer Rosenfield, da cadeira de filosofia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), que escreveu num artigo a respeito do Parecer do novo Código Florestal Brasileiro, o seguinte: “Se você não leu, recomendo a leitura da apresentação do parecer do deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) ao projeto de lei nº 1.876/99, relativo ao Código Florestal. Além de um texto muito bem escrito, você poderá ficar vacinado contra as hipocrisias, que têm sido ditas a propósito dele. O deputado se insere na melhor tradição brasileira de defesa da soberania nacional.”

Porém o “Farms Here, Forests There”, estudo patrocinado pela organização nacional dos produtores norte-americanos, pode ser uma oportunidade aos produtores rurais brasileiros. Isto é um fato, pois em todas as regiões brasileiras notamos que estes concordam com a redução do desmatamento, desde que esta medida seja acompanhada da necessária consolidação das áreas antropizadas e com o devido pagamento pelos serviços ambientais.

Desta forma as autoridades brasileiras, especialmente as Assembléias Legislativas têm que tomarem muito cuidado com a aprovação de leis estabelecendo metas de redução de emissões, pois ao se estabelecer tais metas, corremos o sério risco de sermos tão somente obrigados a reduzir desmatamentos sem qualquer contrapartida financeira. Desta maneira, de fato, nos transformaremos no pulmão do mundo, porém, com um povo empobrecido em função da alta dos preços dos alimentos no mundo quando os EUA conseguirem seus intentos.

Volto ao artigo do Prof. Denis Lerrer Rosenfield da Ufrgs, quando desmistifica as intenções de nossos concorrentes: “Logo, os ambientalistas deveriam lutar pela recomposição das florestas nativas nos EUA, no Reino Unido, na Holanda, na França, na Alemanha, na Itália. Por que não o fazem? Será por que os interesses da agricultura desses países seriam contrariados? Poderiam retirar os subsídios agrícolas das pecuárias européia e americana e, portanto, diminuir a produção de gases produzidos pelos rebanhos. Por que se imiscuem na pecuária brasileira, deixando as européia e americana intactas?”

Portanto, amados leitores e eleitores, vamos somar aos nacionalistas que pretendem a manutenção de nossa soberania e a produção agropecuária com sustentabilidade, porém, sem entreguismo. Acreditem! É agora ou nunca!


Economista, especialista em mercados de commodities agropecuárias e direito ambiental
E-mail: amadoofilho@ig.com.br


Fonte: Página Rural
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r