Bom dia!
27/07
 

Artigos

Voltar
Segunda-feira, 20 de março de 2017 - 20h02m

Agronegócio > Carnes

Carne brasileira, boa para o Brasil e para o Mundo



Por José Antônio Ribas Júnior

Ponto fora da curva, erro pontual, irregularidade praticada por um reduzidíssimo número de pessoas. Os delitos apurados pela "Operação Carne Fraca", deflagrada pela Polícia Federal, precisam ser corretamente interpretados: foi uma minoria de sabotadores que agiu dentro de uma imensa cadeia produtiva notabilizada internacionalmente pela eficiência e segurança de suas operações.

A indústria brasileira de carne atingiu nas últimas décadas um elevado nível de segurança e qualidade em sua operação, condição internacionalmente admirada e reconhecida. Os padrões de biosseguridade, os avanços genéticos e a atenção extrema à sanidade e ao manejo fizeram da nossa produção agropecuária uma das mais seguras de todas as cadeias produtivas, graças ao empenho e profissionalização dos produtores rurais e aos pesados, intensos e contínuos investimentos das agroindústrias.

As indústrias brasileiras e catarinenses de carnes, notadamente as de aves e suínos, adotam o que há de mais avançado em máquinas, equipamentos, processos e recursos tecnológicos, assegurando alimentos cárneos confiáveis e de alta qualidade. Essas características permitiram à agroindústria brasileira e catarinense exportar carne para mais de 150 países, entre eles, os mais exigentes do planeta em termos de qualidade e sanidade. A par do rigor técnico em todas as fases do processo, os nosso frigoríficos adotam a melhor metodologia de controle interno de qualidade, além do acompanhamento de organismos externos como o respeitado Serviço de Inspeção Federasl (SIF) e as frequentes auditorias de importadores.

É necessário compreender a dimensão, a complexidade e o elevado grau de desenvolvimento desse importante setor da indústria nacional para considerar que os fatos apurados pela Polícia Federal são isolados e representam lamentáveis exceções dentro da cadeia produtiva. O compromisso supremo das indústrias de alimentação é a oferta de proteína segura e de qualidade para a nutrição das pessoas e das famílias. Por isso, o Sindicarne e a Acav defendem a rigorosa apuração dos fatos e a exemplar punição daqueles que atuaram fora dos padrões exigidos.

Os crimes investigados pela Polícia Federal representam uma excepcionalidade que deve ser reprimida com a força da lei. Mérito dos produtores e empresários da área, a indústria da carne é um setor que orgulha o País e assegura alimento nobre para a população do Brasil e do mundo.

Presidente da Associação Catarinense de Avicultura (Acav) e diretor do Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina (Sindicarne) - Florianópolis/SC


Fonte: Associação Catarinense de Avicultura (Acav) e diretor do Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina (Sindicarne)
















© Copyright 2017, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r