Boa tarde!
22/05
 

Artigos

Voltar
Terça-feira, 13 de fevereiro de 2018 - 20h41m

Eventos > Política

Precisamos ajudar a consertar este Brasil





Por Ivan Ramos

Os conhecidos ditados populares “Chegamos ao fundo do poço”, e ou “Ainda há uma luz no fim do túnel”, que são expressados para manifestar alguma situação de preocupação, indignação ou esperança de resolução de algum problema, estão bem presentes no atual momento brasileiro. Nosso país tem enfrentado crises assustadoras provocadas pelo comportamento de nossos governantes, com a ajuda de uma boa parcela da população, que ignora o conjunto e preocupa-se com o seu. Felizmente, ainda temos pessoas que está enfrentando os problemas em busca de solução para o país e não apenas para alguns.

A corrupção que está presente especialmente na área política e administrativa dos órgãos públicos, começa a ser eliminada e os números divulgados são assustadores, principalmente se compararmos com valores financeiros convividos pela maioria da população.

A par dos desvios, das falcatruas, da dilapidação dos recursos públicos de forma ilegal ou imoral, também temos benesses de algumas categorias, que embora conseguidas de forma legal, tem consumido muitos recursos públicos de forma indecorosa, se compararmos os direitos da maioria da população.

Infelizmente o corporativismo de algumas categorias tem conquistado vantagens, por serem mais organizadas e conseguido eleger lideranças políticas que defendem os seus interesses.

O caso do déficit da Previdência é o exemplo mais gritante. Existem muitas controvérsias sobre os recursos arrecadados e os gastos dispendidos. Independentemente do valor, está muito claro que há um tratamento diferenciado entre algumas categorias, especialmente entre servidores públicos e aposentados do setor privado, e nessa entram os agricultores, o que têm prejudicado a disponibilidade financeira para atender a todos.

É lamentável que poucos políticos estejam engajados em resolver um problema que no futuro vai afetar a todos os aposentados. A reforma da Previdência é inevitável, mas as categorias privilegiadas estão convencendo os políticos que não precisamos reformar. Os políticos estão defendendo a não reforma com medo de represália dessas categorias nas próximas eleições. Outros estão em cima do muro, para não se comprometer publicamente e outros estão até mentindo sobre a realidade da reforma ao ser contra, só para manter benesses de alguém de seu interesse.

Informações divulgadas recentemente, tem político dizendo que os agricultores serão prejudicados com a reforma. A proposta em discussão no Congresso não altera em nada para os agricultores, portanto, quem está afirmando o contrário está sendo desonesto e oportunista.

A reforma da Previdência é importante e precisa ser aprovada, para segurança de todos os aposentados no futuro. A população precisa se engajar nisso, e todos aqueles que têm alguma liderança no seu meio precisam se manifestar e esclarecer essa necessidade.

O que se recomenda é para que a população fique atenta na posição de cada deputado que vai votar nesse projeto. Se for contra, está defendendo privilégios; causas individuais e não coletivas e não está pensando no país, na maioria da população. Esses políticos precisam ter a rejeição do eleitorado na próxima eleição. Só assim mudaremos nosso país. Chegamos ao fundo do poço, mas ainda há uma luz no fim do túnel. Pense nisso.

Diretor executivo da Fecoagro/SC - Florianópolis/SC


Fonte: Fecoagro/SC
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r