Boa tarde!
23/08
 


Artigos

Voltar
Terça-feira, 06 de maio de 2003 - 14h46m

Outros > Outros

Manutenção de máquinas agrícolas visando a nova safra



A utilização de máquinas na execução das mais diversas operações, dentro de uma propriedade rural visa, principalmente, a realização de tarefas de uma forma mais rápida, eficiente e com maior conforto ao operador, permitindo aumento da capacidade individual de trabalho e produtividade.

No entanto, o uso de máquinas preconiza a tomada de certos cuidados, principalmente com relação a sua correta manutenção e conservação. Fatores estes que, são determinantes no melhor rendimento da máquina e que podem levar ao sucesso ou fracasso da safra.

Pode-se definir manutenção como as ações necessárias para que um determinado item seja conservado ou restaurado de modo a poder permanecer de acordo com uma condição específica (ABNT, 1971). Esta pode, ainda, ser dividida em manutenção preventiva e manutenção corretiva.

A manutenção preventiva visa manter a máquina, sempre em condições ideais de utilização e conservação, a fim de que a mesma execute adequadamente suas tarefas. Porém, podem ocorrer imprevistos ocasionados por; uso inadequado, danificação acidental, desgaste da máquina ou componente e/ou defeito de fabricação. A ocorrência destes fatos leva a execução da manutenção corretiva.

Quando se adquire uma máquina nova, esta vem com um manual de instruções, onde se encontram esclarecidos, todos os procedimentos e aspectos relacionados à sua correta manutenção. O ideal é lê-lo e seguir estas instruções. Muitas vezes, entretanto, não é dada a devida importância às informações ali contidas, sendo os manuais esquecidos ou simplesmente não lidos pelo operador ou responsável pelo maquinário. Caso não sejam observadas as recomendações constantes nos mesmos, poderão ocorrer problemas que podem levar a necessidade de consertos mais freqüentes, com custos elevados.

Outra situação, pode ser aquela advinda da aquisição de uma máquina ou implemento usado, da qual muitas vezes não se possui o manual de instruções. Nestes casos, o proprietário deve procurar informar-se sobre as peculiaridades do modelo adquirido, na falta destas informações, deve seguir orientações gerais de manutenção de máquinas semelhantes.

Uma recomendação importante, quando se fala de manutenção, é evitar o acúmulo de pequenos defeitos ou problemas, os quais podem levar a uma maior danificação da máquina, com a conseqüente perda de tempo e aumento no dispêndio de recursos para efetuar os consertos.

Uma adequada manutenção, ajustes corretos e um armazenamento apropriado após sua utilização, são fatores importantes que vão permitir às máquinas e implementos agrícolas trabalharem de maneira correta por um grande período de tempo, com um mínimo de gastos, evitando-se a ocorrência de contratempos durante seu uso.

Muitos agricultores dispensam poucos cuidados as suas máquinas e implementos, isto se evidencia pelo fato de encontrar-se com facilidade, nas propriedades rurais, equipamentos enferrujados, com suas peças ativas gastas ou quebradas, deixados ao tempo ou guardados junto a adubos e fertilizantes.

As máquinas e implementos agrícolas, necessitam de cuidados especiais para cumprirem, adequadamente, as suas funções, visto que seus mecanismos são bastante solicitados e encontram-se expostos a situações muito adversas. Portanto, é preferível sacrificar-se algumas horas do dia para fazer-se a manutenção a arriscar-se à ocorrência de danos maiores, os quais vão proporcionar maior necessidade de tempo para saná-los, atrasando-se os trabalhos a serem executados, além de serem de um custo mais elevado.
Através da manutenção preventiva faz-se inspeções, ajustes e eliminação de defeitos. São portanto operações que devem ser realizadas periodicamente, algumas diariamente, outras em períodos de tempo mais espaçados.

Após a utilização da máquina ou implemento, em uma determinada tarefa, deve-se proceder aos serviços de ajustes, eliminação de defeitos ou falhas e conservação.

Apresenta-se a seguir, informações que podem possibilitar a execução de serviços básicos de manutenção. São discriminados itens gerais de manutenção para algumas máquinas e implementos agrícolas. Evidentemente, certos equipamentos, devido as suas especificidades, poderão apresentar características que não são abordadas nas informações aqui apresentadas.

Para tornar mais claro cada um dos serviços de manutenção, os mesmos são divididos da seguinte forma: serviços que devem ser realizados diariamente, preventivamente e de conservação .


Diariamente:
Para os arados de aivecas e discos, pode-se proceder da seguinte forma:
• verificar torções na estrutura;
• manter parafusos e porcas bem apertados;

Para os arados de aivecas deve-se:
• manter, caso possuam, o facão ou sega circular afiados. Lubrificar os cubos das segas circulares;
• verificar o estado das relhas, manter sua afiação, substitui-las quando necessário;
• verificar as sucções vertical e horizontal.

Obs.: a ponta da relha pode ser recuperada por estiramento a quente ou substituída através da soldagem de uma nova ponta.
É importante manter-se, sempre, um jogo de relhas sobressalentes.
Ao recuperar-se a relha, deve-se tomar cuidado com a manutenção das sucções vertical e horizontal.

Para os arados de discos necessita-se:
• verificar a folga do cubo da roda guia e dos mancais de sustentação dos discos;
• lubrificar todas as partes móveis do arado;
• verificar se os discos encontram-se limpos e afiados; apresentando desgaste acentuado, devem ser substituídos.

A manutenção dos escarificadores e subsoladores pode ser realizada conforme estabelecido abaixo:
• verificar torções na estrutura;
• manter parafusos e porcas bem apertados;
• verificar o estado das ponteiras, mantendo sua afiação; em caso de desgaste excessivo, substituí-las.
• lubrificar os rolamentos das rodas de profundidade, caso o implemento às tenha.

Obs.: se o escarificador apresentar um rolo destorroador, deve-se engraxar seus rolamentos e verificar-se seu estado geral.

As recomendações de manutenção para as grades agrícolas de discos, são as seguintes:
• verificar e apertar a porca de fixação do eixo;
• ajustar, regular e apertar as porcas e limpadores dos discos;
• lubrificar os mancais;
• verificar o estado dos discos, mantendo-os limpos e afiados. Caso algum deles encontre-se danificado, deverá ser, imediatamente, substituído.

Obs.: se a grade apresentar mancais de rolamento de lubrificação permanente (banho de óleo), serão necessários os seguintes cuidados:
• verificar, diariamente, o nível do óleo. Posteriormente este procedimento pode ser adotado para cada 120 horas ou 10 dias de trabalho;
• trocar o óleo de acordo com o prazo e recomendações estabelecidos pelo fabricante da máquina;
• ocorrendo vazamentos no mancal, fazer uma vistoria geral, com substituição das partes defeituosas.

Com relação à manutenção das semeadoras, pode-se, em linhas gerais, seguir o que é estabelecido abaixo:
• fazer a lubrificação geral da máquina;
• observar o estado, alinhamento e regulagem dos sulcadores, trocando-os quando necessário;
• verificar os tubos de distribuição, principalmente quanto à ocorrência de entupimentos. Substituí-los, no caso de encontrarem-se danificados;
• observar o funcionamento geral dos mecanismos dosadores;
• verificar o funcionamento e regulagem dos órgãos de recobrimento;
• inspecionar o estado geral das transmissões e pneus;
• evitar deixar os depósitos com sementes ou adubos.


Preventivamente
Ao final da utilização do equipamento, este deve ser lavado, verificando-se e consertando-se e substituindo-se, imediatamente, as peças que estiverem danificadas ou desgastadas.

No caso de existirem partes móveis, estas devem ser desmontadas, limpas e lubrificadas. Também é necessário verificar-se o estado dos rolamentos, eliminando-se folgas e substituindo-se vedações que se encontrem desgastadas. Posteriormente, essas peças devem ser engraxadas e remontadas.

Para evitar-se o surgimento de pontos de ferrugem, deve-se retocar a pintura, sempre que necessário.

A manutenção de conservação segue o mesmo padrão para todas as máquinas. Realizada a manutenção preventiva, o equipamento deve ser guardado em lugar seco, protegido do sol e da chuva, longe de fertilizantes e animais domésticos (galinhas).

Para prevenir a corrosão das suas partes ativas, indica-se que as máquinas agrícolas fiquem apoiadas sobre calços ou pranchões de madeira, evitando seu contato direto com o solo.

Consegue-se uma maior proteção, principalmente dos elementos ativos, cobrindo-se as máquinas com uma camada de graxa fina, óleo ou qualquer tipo de produto anticorrosivo.

Tomando-se os cuidados, acima descritos, certamente os equipamentos apresentarão um adequado rendimento, executando as tarefas a que são destinados de forma eficiente. Também se aumenta a segurança do operador e diminuí-se os custos envolvidos em longas paradas para consertos. É mais racional e eficiente fazer-se uma manutenção preventiva, pois assim, evita-se o acúmulo de pequenos defeitos e também a necessidade de executar-se consertos, mais demorados e de maior custo, justamente na época em que mais se precisa do equipamento.


Fonte: Antônio Lilles Tavares Machado
















© Copyright 2014, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r