Bom dia!
25/09
 

Artigos

Voltar
Quarta-feira, 06 de agosto de 2003 - 09h35m

Agricultura > Outros

Mutirão: uma estratégia antiga para a resolução de problemas atuais



Por Jorge João Lunardi *

É sabido e notório que nossos antepassados, quando chegaram para desbravar nossa região, tinham na família e na comunidade a sua base de trabalho. O associativismo - baseado no mutirão - era a tônica para construir estradas, casas, salões, igrejas, cultivar, colher...

O tempo foi passando, o modernismo chegando e o individualismo ganhando força, mas, sempre, o mutirão permaneceu - em algumas épocas e comunidades em intensidade maior que em outras.

A Emater/RS sempre fortificou esta opção metodológica e estratégica de fazer as coisas acontecerem "colocando a mão na massa" e "construindo a quatro mãos", num trabalho solidário.

Com alegria, acompanhamos os 22 anos ininterruptos de realização do Jogos Rurais Sol a Sol, que a Emater e entidades executam junto com as comunidades rurais de todos os municípios da região noroeste. Estes jogos tem como saldo mais de 10.000 obras que foram construídas em mutirões, como embelezamentos de comunidades, reformas, pinturas, construções de salões, igrejas, hidrossanitários, eletrificação, telefonia, quadras esportivas, estradas...

Com sabedoria, estamos vendo a Emater/RS, prefeituras e outras entidades de municípios como Porto Lucena, Três de Maio e Horizontina, organizarem, juntos aos agricultores, mutirões que passam de propriedade em propriedade, limpando, construindo, planejando e embelezando o meio rural. É uma após a outra, em verdadeiros mutirões participativos e organizados.

Vemos também municípios diversos, a exemplo de Vitória das Missões, fazerem mutirões de formulação de sal mineral para uso animal, barateando custos e viabilizando maior produção de leite.

Centenas de grupos de mulheres, de agricultores, de jovens e, inclusive de crianças escolares, estão fazendo jardins, embelezando arredores de sedes comunitárias e de moradias, a exemplo de Santa Rosa, Independência, Santo Ângelo. Estas ações vem vivificar o trabalho exemplar que faziam os Clubes 4S (saber, servir, sentir, saúde).

Quando muitos pegam juntos por uma mesma causa, tudo melhora, inclusive o ânimo e perspectiva das pessoas, lideranças e entidades envolvidas.

A extensão rural está atenta nesta estratégia resolutiva que é o mutirão, e queremos através dele, mexer com o brio e a capacidade dos agricultores e suas organizações.

* Médico-veterinário e gerente regional da Emater/RS


Fonte: Patricia Kolling / Emater/RS
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r