Boa noite!
18/12
 

Artigos

Voltar
Quinta-feira, 08 de abril de 2004 - 13h46m

Agronegócio > Outros

O efeito da comunicação na organização



* Por Wolmir de Souza

Em plena era das comunicações via Internet, onde as notícias circulam na medida em que os fatos acontecem, onde a imprensa em geral está aí, sedenta de informação, e os leitores, ouvintes e telespectadores em busca de informações, pois atualizar-se no dia de hoje é uma obrigação de quem quer continuar ou entrar no mercado de trabalho e de oportunidades. Ao mesmo tempo, é uma virtude de quem talvez não dependa mais dela, mas quer acompanhar os acontecimentos e atualizar-se.

Digo isto, pois por mais que se tem feito, muito ainda está por fazer e temos centrado nossos esforços e nossa atenção em munir os meios de comunicação com informações que possam chegar, e mais que isso, ajudar nas decisões dos nossos suinocultores, nosso objetivo é fazer com que ele saiba não só o que acontece no dia a dia da ACCS, mas principalmente o que acontece com o mercado, tanto de suínos, quanto de insumos, tendências do mercado e outras de interesse do setor. Deixar o produtor ao par do que acontece, é nossa obrigação.

Acontece que nem todos pensam e agem assim. Ter um produtor ou uma classe bem informada, atualizada, pode representar um risco para quem não quer parceiros reais ou empresários rurais, mas sim fornecedores de matéria prima, produtores desinformados é fácil de manipular. Somos ou pelo menos tentamos ser repassadores de informações que ocorrem no mercado, mas como fazer para que estas notícias cheguem em tempo real, para que de posse delas, possamos tomar decisões?

Precisamos que nossos governantes ou empresários nos repassem as informações no momento em que elas acontecem. Saber que se exportou muito e por um bom valor, somente no ano seguinte, de nada adianta. Precisamos saber no momento em que os contratos são efetuados. Será que não sabem que por trás de toda agroindústria que exporta, tem sempre um produtor que produz e é parte essencial na cadeia produtiva, por isso precisa ser envolvida neste contexto.

Queremos ser tratados de maneira que se possa ter o real valor de quem é tão importante quanto cada integrante desta cadeia produtiva e esperamos fazer parte de todas as negociações que envolvam o setor, somente assim, poderemos ajustar a oferta e a demanda, produzir de acordo com a necessidade e buscar nossa fatia nos lucros obtidos no destino final.

Esperamos que a classe política, nossos governantes nos coloquem no mesmo degrau que se encontram os demais segmentos da cadeia produtiva, com igual poder de decisão e com mais informações.

* Presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos -ACCS


Fonte: Certa Assessoria de Comunicação
















© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r