Bom dia!
26/09
 

Entrevistas

Voltar
Quarta-feira, 28 de dezembro de 2005 - 17h36m

Luiz Hilton Temp

Ex-presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina

O ex-presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), Luiz Hilton Temp, vai correr pela primeira vez na prova São Silvestre, no último dia deste ano. Não, ele não é favorito, nem ficará entre os 100 primeiros, mas está criando um interessante paradigma comportamental em uma das maiores empresas catarinenses.


Economista, 52 anos, considerado uma das maiores lideranças cooperativistas de Santa Catarina, o diretor da Coopercentral Aurora, de Chapecó e presidente da CooperA1, de Palmitos, priorizou a partir deste ano a saúde e o esporte como parâmetro de qualidade de vida. Vai correr na prova de São Silvestre para demonstrar que a força de vontade pode transformar um sedentário em um atleta não-profissional com bons índices de desempenho. Espera, com isso, motivar seus 10.000 comandados para uma atitude orientada para a qualidade de vida.


Página Rural - O que leva um alto executivo do sistema cooperativista a correr na prova de São Silvestre?
Luiz Hilton Temp- Provar para mim mesmo e para meus colegas que é possível ter uma atividade profissional intensa e, ao mesmo tempo, uma preocupação muito grande com qualidade de vida. Qualidade de vida que, em algumas fases de nossa vida, fica relegada para um segundo plano. Infelizmente, descobre-se tarde, que cultuar nosso corpo deveria ser uma das tarefas mais importantes de qualquer pessoa que se preza e que almeja uma expectativa de vida o quanto mais longa possível, de forma saudável.


PR - Como foi sua preparação para essa prova, visto que o Sr. como economista, dirigente cooperativista e executivo, utilizava, até então, mais os "músculos" da inteligência que os músculos do corpo?
Luiz Hilton Temp- Estou me preparando desde abril. Inicialmente foi muito difícil criar uma disciplina, mas aprendi com uma frase que diz que: “A dor é temporária, e o orgulho é para sempre”. Estabeleça um objetivo difícil e lute por ele. Terás belas surpresas na jornada. Descobre-se que tudo na vida é possível basta tão somente o “querer” e o “fazer”. Os resultados são simplesmente fantásticos. Você passa a desenvolver um hábito que as mulheres cuidam muito, que é ser vaidoso com seu próprio corpo. Trate ele bem e ele responderá com coisas maravilhosas.


PR - Que tipo de resultados espera obter dessa experiência nos planos pessoal e profissional?
Luiz Hilton Temp- No plano pessoal sou hoje um profissional-atleta, não desejo ser atleta-profissional. Dentro desta visão meus indicadores pessoais são: a) Peso: redução de 12 kg (sem abdicar de uma boa comida); b) Pressão arterial: era de 16x11 e agora 12x7; c) HDL: 56; d) Triglicérides: 81; etc. Todos melhoraram muito. No plano profissional as melhorias são: a) Sem stress; b) Raciocínio rápido; c) Ausência de fadiga; d) Motivação para o trabalho, etc.


PR - Como essa experiência pode ser colhida, avaliada e aproveitada pelos seus colegas de diretoria e, em especial, pelos seus liderados, tanto os colaboradores como os cooperados?
Luiz Hilton Temp- Espero para o ano que vem preparar no mínimo dez colegas que deverão me acompanhar na São Silvestre de 2006 e em outras competições no País. Espero poder sensibilizar as pessoas que estão próximas à prática de atividade física regular. Precisamos desenvolver uma consciência maior de que precisamos cuidar de nossos corpos de uma forma melhor do que vínhamos fazendo.


PR - A valorização que o Sr. passou a dar à sua saúde reflete uma nova forma de ver o mundo e viver a vida? Como isso se transmuta para a vida empresarial??
Luiz Hilton Temp- Para mudar nossos hábitos na maioria das vezes precisamos passar por uma experiência difícil. Eu não fugi a esta regra. Passei a valorizar mais a vida e ser muito mais seletivo naquilo que realmente é importante para nós como pessoa. Hoje valorizo muito mais a minha família, meus colegas e meus verdadeiros amigos. Desenvolvi a auto-estima, a autenticidade, o amor próprio, a simplicidade e a humildade. O que me leva a ver a vida sob um prisma diferente, chegando próximo a plenitude, um nível superior que nunca havia alcançado. Por isso estou feliz. Muito Feliz.


PR - Qual a sua relação entre a sua experiência (preparar-se para a S. Silvestre) e o desafio de motivar, estimular e compromissar os recursos humanos com as finalidades da organização?
Luiz Hilton Temp- Todos somos movidos por desejos, ideais ou sonhos. Espero poder levar esta experiência para o maior número de pessoas possível. Uma pessoa de bem consigo mesma, saudável, faz a diferença em qualquer organização ou seio familiar. O tripé “saúde do bolso”, a “saúde da cabeça” e a “saúde do corpo” equilibra a pessoa para ser bem sucedida em qualquer atividade humana. Meu grande desafio é fazer os outros compreender e visualizar esta dimensão que, para mim, marca uma nova fase em minha vida.



Marcos A. Bedin









Voltar






© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r