Bom dia!
19/11
 

Entrevistas

Voltar
Quarta-feira, 02 de janeiro de 2008 - 12h07m

Urbano Schmitt

Diretor de Crédito do Banco do Estado do Rio Grande do Sul - Banrisul

Natural de Nova Petrópolis, município gaúcho considerado o berço do Cooperativismo de Crédito da América Latina, Urbano Schmitt é diretor de Crédito do Banrisul desde 2003. Iniciou sua carreira profissional em sua cidade natal, onde durante dez anos foi funcionário da Cooperativa Piá.




Schimitt é graduado em Ciências Contábeis pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) e em Ciências Jurídicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) de São Leopoldo. Também fez os cursos de Extensão em Cooperativismo, na Unisinos, e Especialização em Cooperativismo, na Alemanha. É vice-presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (ABECIP) e agente fiscal da Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul.

Nesta entrevista concedida ao jornalista e zootecnista Luís Eduardo Bona, editor da Página Rural, o diretor Urbano Schmitt faz um balanço das ações do Banrisul voltadas à agropecuária e agricultura familiar ao longo de 2007.


Página Rural - Em 2007, 0 Banrisul anunciou a liberação de R$ 22 milhões para financiar a compra de animais ofertados nas 80 feiras de primavera realizadas no Estado. Que balanço o senhor faz da liberação desta linha de crédito para o segmento da pecuária?
Urbano Schmitt
– O Banrisul, do total disponibilizado de R$ 22 milhões, recebeu propostas de financiamento no valor de R$ 14,1 milhões para 1.021 propostas. São financiados reprodutores, gado leiteiro, terneiros, terneiras e vaquilhonas. O limite máximo de financiamento é de até 80% do valor do bem, limitado a R$ 30 mil por produtor. A taxa de juros é de 6,75% ao ano.

PR - O segmento agroindustrial vem se consolidando em diferentes regiões do Rio Grande do Sul. Que ações desenvovidas pelo Banrisul no decorrer de 2007 o senhor destacaria?
Schmitt
– O Banrisul tem apoiado o setor agroindustrial, destinando recursos repassados do BNDES para investimentos nos setores leiteiro, avícola, de suínos e vinícola. Neste sentido, foram firmadas parcerias com agroindústrias, nos dois últimos anos, no valor de R$ 12 ,4 milhões para atender a necessidade de financiamento de bens de produção de seus produtores e associados.


PR - E o apoio do Banrisul aos empreendimentos da agroindústria familiar?
Schmitt
– O Banrisul apóia investimentos, inclusive em infra-estrutura, que visem ao beneficiamento, processamento e comercialização da produção apropecuária, de produtos florestais, de extrativismo, de produtos artesanais e a exploração do turismo rural. Na carteira de crédito rural, o Banco tem, atualmente, 114 financiamentos para agroindústrias, totalizando um valor contratado de R$ 3,2 milhões.

Os seguintes empreendimentos podem ser financiados:

a) a implantação de pequenas e médias agroindústrias, isoladas ou em forma de rede;

b) a implantação de unidades centrais de apoio gerencial, nos casos de projetos de agroindústrias em rede, para a prestação de serviços de controle de qualidade do processamento, de marketing, de aquisição, de distribuição e de comercialização da produção;

c) a ampliação, recuperação ou modernização de unidades agroindustriais de agricultores familiares já instalados e em funcionamento;

d) a implantação, recuperação, ampliação ou modernização de infra-estrutura de produção e de serviços agropecuários, assim como para a operacionalização dessas atividades no curto prazo, de acordo com projeto específico em que esteja demonstrada a viabilidade técnica, econômica e financeira do empreendimento.


PR - Investir na qualificação e na modernização no segmento de Tecnologia de Informação é uma marca do Banrisul. Em relação à população que vive no meio rural ou trabalha com agronegócio, o Banrisul tem algum programa em andamento ou estuda a implementação de alguma iniciativa nessa direção?
Schmitt
– Entre as novidades para o setor, está em desenvolvimento a criação do Banricompras Rural, que facilitará para o produtor adquirir os insumos das lavouras sem a necessidade de utilizar cheque ou dinheiro, beneficiando tanto o consumidor quanto o comerciante com maior segurança e tranqüilidade no momento de comprar e vender.

Já o Programa da Agricultura Familiar prevê o financiamento para aquisição de equipamentos e programas de informática voltados para a melhoria da gestão dos empreendimentos rurais e das unidades agroindustriais da agricultura familiar. Dessa forma, o Banrisul incluiu na linha de crédito Pronaf a possibilidade de financiar estes equipamentos e programas.


PR - O senhor poderia um balanço das ações do Banrisul nas linhas de custeio e comercialização da safra de inverno 2007?
Schmitt
– Na última safra agrícola de inverno foram aplicados R$ 105,9 milhões para 7.414 operações. Os produtores rurais financiaram, principalmente, o custeio de trigo, hortigranjeiros, fumo, bovinos de corte e pastagens, além da comercialização de milho, arroz, uva e soja. Com a liberação desses recursos, o Banrisul reforçou, ainda mais, a parceria que mantém com o produtor rural gaúcho, investindo no fomento à produção que gera novos postos de trabalho e renda.


PR - Os agricultores está realizando o plantio da safra de verão 2007/08. O senhor poderia adiantar algumas metas do Banrisul de apoio aos produtores de arroz, feijão, milho, soja? E no segmento de frutas, flores e hortaliças?
Schmitt
– O Banrisul disponibilizou em recursos próprios para a safra de verão 2007/2008 o valor de R$ 183 milhões - crescimento de 55% em relação ao ano passado. Desse total, já foram liberados R$ 150,3 milhões para 8.012 operações, que financiaram custeios agrícola e pecuário (arroz, milho, soja, feijão, hortifrutigranjeiros, bovinos de corte e de leite, suinocultura, avicultura, piscicultura, pastagens), comercialização (arroz, soja, trigo, uva, milho) e nas feiras de animais do período. O valor financiado até dezembro de 2007 já superou em 27% sobre o total liberado na safra 2006/2007 (R$ 118,2 milhões).


PR - A necessidade de realizar investimentos em moradia é fundamental para muitas famílias de agricultores. Que balanço o senhor faz do Programa Banrisul de Habitação Rural?
Schmitt
– É importante salientar que o Programa Banrisul de Habitação Rural proporciona a construção ou reforma de casas, dando melhores condições de moradia ao pequeno produtor rural, que mantém sua subsistência na agricultura familiar. Lançado em 2005, a iniciativa do Banrisul já favoreceu mais de duas mil famílias no Estado, com a liberação de R$ 5 milhões.

Durante a última Expointer, o Banrisul assinou convênio de cooperação técnica e financeira com a Cooperativa de Crédito Rural com Interação Solidária (Cresol) e a Cooperativa de Habitação dos Agricultores Familiares dos Três Estados do Sul (Cooperhaf) para liberação de R$ 2 milhões, dentro do programa habitacional. São beneficiados pelo programa agricultores associados às cooperativas para complementarem os recursos de programas do FGTS e do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH), para o financiamento de suas moradias.









Voltar






© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r