Boa noite!
22/09
 

Entrevistas

Voltar
Sábado, 05 de abril de 2008 - 09h32m

João Carlos Werlang

Presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal - Coopa-DF

Imagens

João Carlos Werlang, presidente da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal - Coopa-DF

Foto: Divulgação



Depois de conquistar a mais alta produtividade nas lavouras, a principal região produtora de grãos do Distrito Federal agora investe na organização de uma feira voltada para tecnologia e negócios agrícolas. Nessa direção, em abril deste ano, acontece a 1ª Agrobrasília. O evento é realização da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF) com apoio da Emater/DF e do Governo do Distrito Federal.

Nesta entrevista concedida ao site Página Rural, o presidente da Coopa-DF, João Carlos Werlang, fala da história da região, dos planos do agronegócio no Distrito Federal e apresenta os objetivos da Agrobrasília. Criada em 1978, a Coopa/DF recebe e comercializa a produção de soja, milho, sorgo e trigo dos associados.


Página Rural - Como surgiu a proposta para criar a Agrobrasília?
João Carlos Werlang -
A idéia surgiu no ano passado. A Coopa-DF tem parceria com a Emater-DF há pelo menos três anos e juntos realizamos anualmente no PAD-DF, a Festa da Soja. Em 2007, após esse evento, a Emater-DF apresentou a proposta de criação de uma feira de agronegócio para o Conselho de Administração da cooperativa. Quem estava à frente da idéia era Ronaldo Triacca, funcionário da Emater, que achou que o Distrito Federal já merecia um evento melhor. Ou seja, muito além da Festa da Soja, assim como muitos, ele pensou que o DF deveria ter algo maior e que divulgasse toda importância dessa região para a agricultura do Brasil. A proposta foi aprovada em uma assembléia do Conselho em julho de 2007 e desde então começamos a trabalhar para a realização da 1ª Agrobrasília.


PR - Quais as metas do evento? De que forma a Agrobrasília vai contribuir para a valorização do agronegócio do Distrito Federal?
Werlang -
Vai divulgar o nome e a importância do PAD-DF para a agricultura, e também de todo o Distrito Federal. Eu acho que nunca é tarde, mas um evento assim já deveria existir a mais tempo aqui. A tecnologia que nós temos é uma das melhores do país, a produtividade que a gente consegue é incrível. O agricultor do Distrito Federal merece um evento como esse para divulgar o que já é praticado nessa região e para aprender ainda mais.

Recentemente eu recebi a visita do pesquisador Francisco Terasawa, da FT Sementes, uma empresa pioneira em pesquisas e criação de sementes adaptadas ao clima e solo do Cerrado. Ele reconheceu que o Cerrado brasileiro tem muito a agradecer a Coopa-DF. Quem produzia as sementes da soja Cristalina, que revolucionou o agronegócio brasileiro, a primeira cultivar altamente produtiva adaptada ao Cerrado, era a Coopa-DF. Isso há 30 anos atrás. As sementes daqui iam para o Mato Grosso, Goiás, Bahia e, posteriormente, para o Maranhão. Mas no Centro-Oeste, no Planalto Central, onde a agricultura começou com grande força foi no Distrito Federal e no PAD-DF principalmente. E a cooperativa desempenhou papel de destaque. Acho que a Agrobrasília vai divulgar nosso nome e dar a credibilidade merecida.


PR - Quais as principais atrações do evento?
Werlang -
A Agrobrasília vai ter muita coisa interessante. Além de conhecer as novas técnicas e tecnologias usadas nas lavouras no DF, os visitantes poderão ver exposições de máquinas e equipamentos utilizados na agricultura e que contribuem para os avanços e maior produtividade do campo brasiliense. 


PR - O principal público alvo, com certeza, é o grande empresário, o agricultor do Distrito Federal. Mas e os pequenos empresários e os visitantes em geral o que vão poder aprender com a Agrobrasília?
Werlang -
Os pequenos produtores e o público em geral vão poder admirar e aprender muita coisa na Agrobrasília. Teremos, por exemplo, as palestras sobre como ganhar dinheiro com agricultura familiar. O público leigo vai poder ver como tudo é feito e de onde saem todos os produtos que chegam até a mesa do consumidor; e, principalmente, ver que muita coisa é feita aqui no Distrito Federal e com alta tecnologia.


PR - O que a Coopa-DF vai expor na Agrobrasília?
Werlang -
A Coopa-DF vai expor os seus produtos, em especial a farinha de trigo Buriti. Além de ser a primeira edição desse evento, 2008 é o ano de comemoração de 30 anos de existência da nossa cooperativa. Então iremos contar a história, relatar as dificuldades que enfrentamos desde a fundação, todas as conquistas até chegar aos dias de hoje, quando estamos numa boa situação, felizmente.


PR - Quais são os planos da Coopa-DF com a Agrobrasília?
Werlang -
O plano é de realizar esse evento anualmente e futuramente ter lucros com isso. Com essa primeira edição estamos muito cautelosos, não queremos errar em nada, justamente para ter uma boa aceitação e se tornar cada vez maior a cada ano. De julho do ano passado para cá, transformamos o Parque Tecnológico Ivaldo Cenci em uma área altamente produtiva. Conseguimos o contato com as empresas para fazerem as exposições, a ajuda da Emater-DF e muito mais.

No futuro queremos que a Agrobrasília se torne um evento como são a Expodireto, da cooperativa Cotrijal, em Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul; a Tecnoshow, da cooperativa Comigo, em Rio Verde, em Goiás, e o Show Rural, da cooperativa Coopavel, em Cascavel, no Paraná.


Fonte: Página Rural








Voltar






© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r