Boa noite!
22/09
 

Entrevistas

Voltar
Domingo, 01 de junho de 2008 - 18h02m

José Amauri Dimarzio

Presidente da Associação dos Criadores de Brahman do Brasil - ACBB

Imagens

José Amauri Dimarzio, presidente da Associação dos Criadores de Brahman do Brasil - ACBB

Foto: Via Informação / Página Rural



À frente da Associação dos Criadores de Brahman do Brasil (ACBB), desde o início deste ano, o empresário José Amauri Dimarzio tem trazido mudanças para a associação e para os criadores e um intenso programa voltado à divulgação da raça no País. Pela primeira vez, o Congresso Latino-Americano da Raça Brahman será realizado no Brasil, juntamente com o Congresso Brasileiro, em fevereiro de 2009, no Rio de Janeiro (RJ); e o Congresso Mundial, que será organizado em 2010, em Uberaba (MG). 

Com um intenso currículo voltado para o agronegócio, o novo presidente da ACCB, que é formado em Agronomia pela Esalq/USP, foi secretário-executivo do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), além de ter sido presidente de diversas associações como a Associação Brasileira dos Produtores de Sementes (Abrasem) e a Federacíon Latinoamericana de Asociaciones Semilistas (Felas). 

A entrevista concedida ao jornalista e zootecnista Luís Eduardo Bona, editor do site Página Rural, que contou com a colaboração do jornalista e assessor de imprensa Marcos Besse, foi realizada em Uberaba, no Estado de Minas Gerais.  




Página Rural - Qual a proposta de trabalho desta nova gestão da diretoria da Associação Brasileira dos Criadores de Brahman?
José Amauri Dimarzio
- O objetivo maior é tornar a raça Brahman mais conhecida, pois é uma raça com excelente característica para o mercado brasileiro, suporta bem o pasto, resistente a endo e ectoparasitas, e com muitas vantagens em qualidade de carne.

Iremos mostrar aos pecuaristas as vantagens e o retorno financeiro proporcionado pela criação da raça, pela precocidade sexual, rusticidade, habilidade materna, temperamento dócil, terminação precoce e carne de qualidade,

Como o Brahman está há menos de 15 anos no Brasil, vamos concentrar nossos esforços na divulgação de informações técnicas e desempenho da raça, visando aumentar o número de criadores.

 
PR - Em quais Estados a raça está presente e como é a formação da diretoria nesse sentido?
Dimarzio
- No último ano, reformulamos o estatuto da entidade, que permitiu que tivéssemos no conselho de administração a maioria dos presidentes das associações estaduais. Trata-se de uma nova postura, na qual é aplicada uma gestão compartilhada, onde todas as ações são tomadas em conjunto com as sete associações estaduais.

Estamos criando a oitava associação estadual no Mato Grosso, com sede em Cuiabá e em breve estaremos fundando a associação do estado do Maranhão. 

 
PR - Em relação às provas de desempenho, o que tem sido realizado?
Dimarzio -
 Inauguramos a nova estação experimental da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), em Uberaba, destinada às provas técnicas. É chamada Estância Zebu. A raça Brahman está realizando a primeira prova da Estância Zebu, com a participação de 52 machos, de 7 a 10 meses, que serão analisados e avaliados com toda a tecnologia atual, além de um mapeamento por meio das análises de DNA, via marcadores moleculares. 

Os animais de elite e superelite dessa primeira prova serão leiloados com suas qualidades técnicas divulgadas, durante a ExpoBrahman 2008, em outubro. 


PR - Essa prova é com suplementação, quando será a prova a pasto?
Dimarzio -
Vamos começar uma prova a pasto em junho, todos os anos faremos uma a pasto e uma em piquete. Além desta em Uberaba, estamos desenvolvendo provas em Brasília, em Lavras,  e no Paraná, entre outras.


PR -  Falando um pouco do Congresso Mundial da Raça Brahman realiizado em maio no Texas, qual a importância da participação brasileira nos EUA?
Dimarzio -
Temos dado ênfase no relacionamento com as associações de outros países, a associação Americana tem apoiado muito a brasileira.  Pela primeira vez, foi votado e aprovado a vinda do Congresso Mundial para Brasil em 2010, e vamos realizar no também no Brasil, pela primeira vez, o Congresso Latino-americano, juntamente com o Congresso Brasileiro, em fevereiro de 2009. 

A importância da participação da delegação brasileira no Congresso Mundial nos Estados Unidos foi estreitar o relacionamento com outras associações mundiais, divulgar o nosso congresso em 2010 e aprender com os americanos. Fomos ver de perto a organização do congresso do Texas, já que o americano segue um alto padrão em  realização de eventos, e nós não queremos fazer um congresso inferior ao deles. 

Foram feitas visitas em quatro centros de genética Brahman, no Texas. Os pecuaristas puderam ver os reprodutores de perto e conhecer mais sobre os animais para saber qual semên de touro vai trazer melhor resultado com as vacas que temos aqui no Brasil.


PR - E a Fazenda Montreal. Fale sobre sua propriedade?
Dimarzio -
A Fazenda Montreal está localizada em São Pedro (SP) e é minha segunda fazenda. Eu tinha uma fazenda, chamada Montreal em Acreúna (GO), desde 1991, com a venda dessa fazenda, em 2005, eu adquiri outra propriedade e mantive o nome, mas a criação de Brahman começou em 2000.

 
PR - E qual é a base do seu plantel da raça Brahman?
Dimarzio -
Importei animais de três procedências dos EUA, adquiri muitos animais de qualidade no Brasil. Hoje, tenho oito doadoras, já que conseguimos tirar cerca de 15 filhos, por ano, de cada uma.

Meu plantel atual é de cerca de 300 animais na fazenda, como foco principal no fornecimento de genética. Com exceção as minhas doadoras, vendo todos os meus animais pois o meu objetivo é difundir a genética de boa qualidade.
 

PR - Para as pessoas interessadas, estudantes, associações e faculdades que queiram conhecer mais sobre a raça Brahman, o que a associação oferece?
Dimarzio -
Temos um projeto de banco de estágio e estamos procurando uma universidade para fazer parceria com os cursos de zootecnia. As faculdades conveniadas podem indicar um aluno para passar um período na fazenda dos associados, assim os estudantes realmente interessados em pecuária vão ter estágios. 

Fonte: Página Rural








Voltar






© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r