Boa tarde!
18/10
 

Entrevistas

Voltar
Terça-feira, 21 de outubro de 2008 - 16h38m

Sérgio Zambon

Gerente de Desenvolvimento Técnico de Mercado de Proteção de Cultivos da Basf

Imagens

Sérgio Zambon, gerente de Desenvolvimento Técnico de Mercado de Proteção de Cultivos da BASF

Foto: Divulgação



Paulista de Piracicaba, 51 anos, Sérgio Zambon é engenheiro agrônomo formado na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade Federal de São Paulo, de Piracicaba, em 1892. Iniciou suas atividades como agrônomo de Desenvolvimento de Produtos na FMC do Brasil em maio de 1982, ganhando experiências na mesma área na Union Carbide, Rhone Poulenc, onde atuou como agrônomo de Desenvolvimento de Mercado e posteriormente assumiu a gerência de P&D – Pesquisa e Desenvolvimento. 



Em sua passagem pela Aventis atuou como gerente de Desenvolvimento de Produtos. Após a compra da Aventis pela Bayer CropScience foi transferido para o gerenciamento de produtos inseticidas e tratamento de sementes, tendo sido responsável pelo registro de novas moléculas e posicionamento de produtos em culturas. 



Há cinco anos trabalha na Basf S.A, como gerente de Desenvolvimento de Mercado de Proteção de Cultivos. Nesta entrevista concedida ao jornalista e zootecnista Luís Eduardo Bona, editor do site Página Rural, que contou com a colaboração da jornalista e assessora de imprensa Gislaine Balbinot, Sérgio Zambon fala da marca AgCelenceTM, do primeiro produto transgênico da Basf e da viagem técnica dos ganhadores do prêmio TOP Ciência

à matriz da BASF na Alemanha.



Página Rural - A AgCelenceTM é uma marca mundial criada pela Basf para o conceito de efeitos fisiológicos positivos que ocorrem após a aplicação de fungicidas da Família F500. Em nível nacional, quais os resultados mais significativos que foram obtidos nas diferentes culturas agrícolas produzidas no Brasil até hoje? 

Sérgio Zambon
- AgCelenceTM identifica efeitos fisiológicos nas plantas, ou seja, plantas mais verdes, mais protegidas e produtivas. Em todo Brasil são realizadas pesquisas com AgCelenceTM; desde a safra 2004/05 por uma equipe mundial de cientistas da Basf, e em parceria com universidades e entidades de pesquisa, entre elas Esalq/USP de Piracicaba, Unesp de Botucatu/SP e UPF de Passo Fundo/RS e os resultados estão baseados em analises técnicas dos dados, obtidos em mais de 3 mil áreas demonstrativas e comerciais.



AgCelenceTM vai além da proteção de cultivo. As pesquisas comprovam que a marca apresenta benefícios dos já consagrados fungicidas Opera®, Comet® e Cabrio Top®, com ganhos médios em produtividade de 10% a 15%, além de assegurar uma boa colheita por meio de eficiência no desenvolvimento da cultura e controle de doenças.



O rendimento já comprovado nas seguintes culturas são os seguintes: 



Soja – aumento de 4 a 5 sacas por hectare (acréscimo médio de 10% na produtividade); grãos maiores e sanidade das sementes; 



Milho – aumento de 10% na produtividade, maior quantidade e qualidade da silagem; 



Tomate – maior produtividade (7 a 10%); aumento de 3 a 4% no ºBrix (teor de açúcar) e maior resistência a fungos e bactérias; 



Batata – maior resistência, melhor qualidade do produto final e aumento de 15 a 20% na produtividade (fator C2); 



Uva de mesa – aumento de 10% na produtividade, também do ºBrix; e bagas maiores; 



Maçã – maior produtividade (10% de acréscimo), maior quantidade qualidade dos frutos e frutos mais pesados; 



Citros – frutos maiores, 8% mais pesados; 



Café – aumento de 10% em produtividade; uniformidade de florada; maior produtividade e melhoria na qualidade dos frutos; 



Algodão – aumento de 10% em produtividade; 



Cana – melhor germinação e homogeneidade das plantas; 



Trigo – aumento de 10% em produtividade.





PR - O que você destacaria na produção de grãos e de algodão?

Zambon - No trigo, milho e na soja, por exemplo, os benefícios AgCelenceTM; asseguram maior proteção das plantas, permitindo um maior enfolhamento, resultando em maior rentabilidade para o agricultor. O produto para controle das principais doenças e aumento de produtividade nas lavouras produtoras de grãos é o Opera®. A Basf tem um amplo portfólio para cultura do algodão, os principais são: Cabrio Top® e Comet®.



Cabrio Top® é um fungicida que atua no complexo de doenças do algodão. Oferece maior sanidade às plantas, melhora a qualidade da fibra; permitindo a manutenção de folhas verdes por mais tempo. E maior produtividade do cultivo. Com benefícios AgCelenceTM são alcançados 10% de aumento em produtividade na cultura do algodão. Comet® apresenta amplo controle e máxima eficiência sobre as principais doenças do algodoeiro. Com os efeitos positivos na fisiologia da planta proporcionados pelo efeito AgCelenceTM. 





PR - E na fruticultura e na olericultura?

Zambon
- No mercado de hortifrutigranjeiros destacamos o Cabrio Top® e Comet® . 





PR - Alguma surpresa positiva do ponto vista agronômico ocorreu durante esse período?

Zambon
- Na questão de aumento de produtividade sim, vimos que cada vez mais o agricultor procura produtos que além de combater doenças também lhes traga um diferencial competitivo em termos de produtividade, sem necessariamente aumento de área plantada.



Tecnicamente, estamos sempre em busca de soluções inovadoras para atender à necessidade no combate a pragas e doenças de difícil controle. 





PR - A cada ano surgem novas descobertas e novos produtos biotecnológicos voltados à produção agrícola. A BASF irá apresentar alguma novidade ainda neste ano? E para 2009?

Zambon - A Basf investe constantemente em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos. Teremos novidades no mercado em 2009 nas principais culturas. Teremos herbicidas e fungicidas inovadores, bem como produtos para tratamento de sementes que irão revolucionar o mercado agrícola.



Continuamos apostando nos produtos com benefícios AgCelenceTM, que oferecem muito mais que proteção de cultivos, eles trazem mais qualidade e produtividade da lavoura, e conseqüentemente, rentabilidade ao produtor. Vamos intensificar nossas pesquisas neste sentido. 





PR - Quando a Basf colocará no mercado o seu primeiro produto com tecnologia transgênica. Será para a cultura da soja?

Zambon - A BASF e a Embrapa firmaram acordo de cooperação para o desenvolvimento e comercialização de variedades de soja geneticamente modificadas tolerantes aos herbicidas do grupo da imidazolinonas. Esse será o primeiro produto geneticamente modificado a ser disponibilizado no mercado brasileiro obtido pelo “pacote tecnológico” de propriedade da Basf e da Embrapa. A expectativa é que outras inovações possam ser geradas decorrentes do trabalho de parceria, e possam estar disponíveis para o produtor de sementes em 2010 ou 2011. Para o agricultor, a partir de 2012. 





PROs ganhadores do Top Ciência voltaram recentemente da viagem técnica à matriz da BASF na Alemanha. O que a viagem representou para os pesquisadores em conhecimento sobre pesquisa e tecnologia? 

Zambon – O TOP Ciência é realizado desde 2005 e há 3 anos com premiação. Este ano o evento tornou-se um fórum internacional, com a participação de produtores e cientistas de 12 países da América Latina. Foram 282 trabalhos inscritos em 15 culturas diferentes, sendo 210 só do Brasil. Para análise final da banca chegaram 129 trabalhos, todos de pesquisas sobre os benefícios AgCelenceTM. Desses, 24 foram vencedores do Brasil e seis da América Latina, todos premiados com uma viagem técnica à matriz da Basf na Alemanha. 



Lá, tiveram a oportunidade desfrutar da Octoberfest e visitar pontos turísticos em Saltzburg e Viena na Austrália. Dois dias da visita foram destinados a troca de experiências entre os membros participantes e integrantes da Basf AG sediados na Alemanha, onde foram tratados temas ligados a fisiologia vegetal nas culturas de soja, milho, arroz, feijão, trigo, girassol, café, algodão, cana-de-açúcar, citros e hortifruti (tomate, batata, uva e maçã). 



O encontro fez parte do trabalho que vem sendo desenvolvido pela área de Pesquisa e Desenvolvimento da Basf Brasil com o objetivo de estreitar os conhecimentos entre os participantes, otimizando os resultados a serem obtidos nesta área de pesquisa.





PR - Qual sua principal recomendação para o produtor brasileiro neste início de plantio da safra de verão?

Zambon - Trabalhe sempre de forma preventiva, planeje suas atividades antecipadamente, verifiquem quais os cultivos e cultivares mais recomendados para sua região, estude bem suas estratégias de manejo e controle de ervas daninhas, pragas e doenças, o maior inimigo do agricultor é ele não estar preparado para eventuais problemas que acontecem no decorrer do desenvolvimento das culturas.



Utilize sempre sementes certificadas e tratadas com produtos que visam protegê-las do ataque de pragas e doenças, a base de uma boa produtividade esta na qualidade e no desenvolvimento inicial das plântulas.



Escolha bem seus defensivos, atentando para os benefícios adicionais que eles podem trazer além do controle eficiente de pragas e doenças. Consulte sempre um engenheiro agrônomo. 

Fonte: Página Rural








Voltar






© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r