Bom dia!
19/12
 


Notícias

Voltar
Quarta-feira, 07 de outubro de 2009 - 08h03m

Agroindústria > Cana-de-Açúcar

SP: Crystalsev vive fase de "desmanche"



Sertãozinho/SP

A Crystalsev, que já foi uma das maiores empresas comercializadoras de açúcar do país, está com seus dias contados. A companhia, cujo principal acionista é o grupo Santelisa Vale, com sede em Sertãozinho (SP), passa por uma verdadeira "operação desmanche", com as vendas de ativos que incluem dois terminais portuários em São Paulo, participações minoritárias em uma refinaria de açúcar na Síria e em uma usina desidratadora de álcool no Caribe, além de infraestrutura de armazenagem e escritórios de representação.

"Não faz sentido para a Louis Dreyfus [companhia que está incorporando a Santelisa] manter a estrutura da Crystalsev, uma vez que o grupo francês é uma das maiores tradings de commodities do mundo", afirmou ao Valor uma fonte familiarizada com a operação.

Como possui contratos de vendas de açúcar comprometidos até meados de 2010, a Crystalsev deverá cumprir as entregas do produto antes de encerrar suas operações definitivamente, informou a mesma fonte. "Assim como a Santelisa, a Crystalsev também está endividada. Mas seus ativos são atraentes e podem cobrir a dívida", disse.

O processo de desmanche da Crystalsev começou no segundo semestre do ano passado, quando a crise financeira atingiu em cheio a Santelisa, controladora da empresa. A saída do grupo Moema da Crystalsev também foi considerada um forte golpe para a companhia. "A Crystalsev foi reduzida a um departamento comercial da Santelisa", afirmou outra fonte ao Valor. Com a crise, a Crystalsev ficou sem crédito para cobrir as operações de margens e também perdeu escala.

Neste ano, a companhia já se desfez de sua participação no terminal de açúcar, o T 33, instalado no Guarujá (SP), em sociedade com a Cargill, e que foi adquirido pelo grupo Libra. Outros dois terminais paulistas, no qual a empresa é sócia, também estão à venda. A trading também vendeu há alguns meses sua participação no projeto que tinha com a americana Amyris para a produção de biodiesel a partir da cana.

Agora a empresa negocia a venda de sua fatia na usina desidratadora de álcool em El Salvador, que possui em parceria com a Cargill e a Compañía Azucarera Salvadoreña SA (Cassa). A Cargill é apontada como uma possível interessada na participação da Crystalsev neste empreendimento. A empresa também está se desfazendo de sua sociedade na refinaria de açúcar na Síria com produtores locais. Esses empresários deverão comprar a parte da Crystalsev. Fontes afirmam que a venda já teria sido concluída, mas a empresa não confirma.

O projeto bilionário liderado pela Crystalsev em parceria com a Dow para a construção de um polo alcoolquímico em Santa Vitória, no Triângulo Mineiro, também foi descontinuado, segundo um dos acionistas da empresa.

Santelisa adia assembleia de acionistas
O grupo Santelisa Vale, com sede em Sertãozinho (SP), adiou a assembleia com seus acionistas, que estava marcada para amanhã. A companhia remarcou a reunião, que definirá todos os detalhes da incorporação da companhia sucroalcooleira pelo grupo francês Louis Dreyfus, para o próximo dia 16.

"Não teríamos tempo para acertar todos os detalhes jurídicos para definir a incorporação coma Dreyfus", afirmou ao Valor uma fonte familiarizada com a operação em curso.


Mônica Scaramuzzo


Fonte: Valor Econômico














© Copyright 2014, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r