Bom dia!
13/12
 

Notícias

Voltar
Terça-feira, 01 de junho de 2010 - 17h16m

Agroindústria > Cana-de-Açúcar

SP: moagem de cana e ATR têm apenas ligeiro crescimento na 1ª quinzena de maio, informa Unica



São Paulo/SP

A moagem de cana-de-açúcar na Região Centro-Sul do país alcançou 35,13 milhões de toneladas na primeira quinzena de maio, um crescimento de 4,20 milhões de toneladas em relação à segunda quinzena de abril deste ano. No acumulado desde o início da safra, a moagem totalizou 93,86 milhões de toneladas, contra 73,85 milhões para o mesmo período da safra passada.

De acordo com o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio de Padua Rodrigues, “o maior volume de cana processada até o momento ocorreu por causa da antecipação do início da operação das unidades produtoras nesta safra”. Segundo ele, o crescimento da moagem observado no início desta safra não deve se repetir nos demais meses do ano, quando todas as empresas estiverem em ritmo normal de produção. Essa tendência, acrescenta, já começa a ser notada no mês de maio.

Em relação à quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana, na primeira quinzena de abril ela ficou em 126,96 kg de ATR/t, cifra praticamente idêntica a do mesmo período de 2009 (126,46 kg de ATR). No acumulado desde o início da safra 2010/2011, a concentração de ATR ficou em 118,30 kg por tonelada de cana, contra 117,32 kg obtidos na safra anterior.

Para o diretor da Unica, “a expectativa do mercado era de uma produção maior na primeira quinzena de maio, além de uma recuperação significativa de ATR. Contudo, observando-se o ATR, ainda estamos no mesmo patamar da safra anterior, que apresentou um dos menores valores da história”.

O executivo sublinha que é cedo para traçar um panorama preciso para esta safra, pois o “veranico” nos meses de abril e maio favoreceu a colheita e a maturação da cana nesse período. Contudo, ele pode comprometer a produtividade agrícola da cana nas áreas colhidas no último terço da safra passada. Isto porque, nessas áreas, o “veranico” prejudicou a disponibilidade de água para o crescimento vegetativo da planta.

Mix de produção
Do total de cana processada do início da safra até o dia 16 de maio, 41,91% foi destinada à produção de açúcar e 58,09% ao etanol. Na primeira quinzena de maio, a proporção da cana destinada à produção de açúcar alcançou 43,89%.

Quanto ao açúcar, na primeira quinzena de maio a produção totalizou 1,86 milhão de toneladas. Já a de etanol neste período foi de 1,46 bilhão de litros, sendo 384,80 milhões de etanol anidro e 1,08 bilhão de hidratado.

No acumulado desde o início da safra, a produção de açúcar chegou a 4,43 milhões de toneladas, e a de etanol alcançou 3,78 bilhões de litros, sendo 829,0 milhões de etanol anidro e 2,95 bilhões de etanol hidratado.

“Até esse momento as unidades estão priorizando a produção de açúcar para atender os contratos que não puderam ser cumpridos no ano passado,” explica Rodrigues. Esse cenário não deve ser mantido até o final da safra e a projeção da UNICA para a produção de açúcar neste ano permanece inalterada, acrescentou o executivo.

A projeção de produção de açúcar divulgada pela Unica em março/2010 é de 34,09 milhões de toneladas para a safra 2010/2011.

Vendas de etanol
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da Região Centro-Sul cresceram 5,39% em relação à quinzena anterior, totalizando 1,02 bilhão de litros, contra 965,17 milhões observados na segunda quinzena de abril desse ano. Desse total, 920,00 milhões de litros foram destinados ao mercado doméstico, um crescimento 3,33% em relação à quinzena anterior, quando foram vendidos 890,32 milhões de litros.

Na primeira quinzena de maio, as vendas de etanol hidratado ao mercado interno totalizaram 666,40 milhões de litros. Já as vendas de anidro, estimuladas pela volta da mistura de 25% do produto na gasolina, apresentaram um crescimento de 18,66% em relação à quinzena anterior, alcançando 253,59 milhões de litros.

Os preços recebidos pelos produtores no Estado de São Paulo se mantiveram relativamente estáveis durante todo o mês de maio. Quanto aos preços de bomba do etanol hidratado, mostraram-se competitivos em relação à gasolina em 12 estados do País na última semana de maio.


Fonte: União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica)














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r