Bom dia!
11/12
 

Notícias

Voltar
Segunda-feira, 07 de junho de 2010 - 18h27m

Cursos > Outros

AC: extensionistas se preparam para atuar com integração lavoura-pecuária-floresta



Rio Branco/AC

Mostrar como as propriedades rurais podem adotar o sistema sustentável de integração lavoura-pecuária-floresta. Esse é o objetivo do curso que a Embrapa Acre, Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realiza na terça e quarta-feira (8 e 9 de junho), dirigido a técnicos da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof).

"A expectativa é que depois dessa capacitação os técnicos possam implantar os sistemas envolvendo integração-lavoura-pecuária-floresta nas propriedades onde prestam assistência. É uma forma de levar para o campo as pesquisas que estamos realizando", afirma o pesquisador da Embrapa Acre, Tadario Kamel, coordenador da capacitação.

O curso será dividido em duas etapas. Na terça-feira, durante dia de campo realizado como atividade prática em propriedades de Senador Guiomard (AC), os participantes vão aprender como implantar os sistemas integrados, envolvendo árvores, pastagens e agricultura. O evento acontecerá na Fazenda São João, pela manhã (BR 317, quilômetro 57) e em áreas do ramal Sapucaia (BR 317, quilômetro 55), à tarde.

Na quarta-feira, os extensionistas participarão de discussões, assistirão a vídeos e ao final do curso, como exercício, terão de apresentar um planejamento real de um sistema de integração para uma das propriedades com as quais eles trabalham. Essa etapa será realizada na Sala de Treinamento do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC) da Embrapa Acre.

O evento é um ação do projeto de transferência de tecnologia em ILPF e conta com apoio do Programa de Fortalecimento da Crescimento da Embrapa (PAC Embrapa), Governo do Estado, por meio da Seaprof, Banco da Amazônia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Programa Mais Alimentos, iniciativa do Governo Federal.

Sistema de Integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF)
Alternativa para conciliar a produção de animais, madeiras, frutos e outros produtos em uma mesma área, o sistema de integração-lavoura-pecuária-floresta pode também ser uma fonte de renda auxiliar para o produtor rural. "Um dos grandes benefícios é a possibilidade de produzir grãos e na mesma área introduzir a pecuária, o que garante uma diversificação de renda para o agricultor. Mas as vantagens não são apenas econômicas, com esse sistema podemos controlar a erosão e aumentar a produtividade, o que reduz a pressão pela abertura de novas áreas naturais", explica Kamel.

Durante o dia de campo, os participantes vão conhecer a propriedade de João Evangelista Ferreira, que planta milho e feijão nas entrelinhas de árvores nativas da Amazônia. "Uma das coisas que me animaram a usar esse sistema é a necessidade de fazer reflorestamento, e essa é uma forma de ir reflorestando e plantando para tirar a nossa subsistência".

Também será visitada a área do produtor rural José de Melo, que utilizou o pasto para plantar andiroba, árvore nativa que fornecerá frutos e madeira, e o bordão de velho, leguminosa que ajuda na adubação da pastagem. "Faz dez anos que planto árvores na pastagem e observo a tranquilidade do gado nos horários mais quentes do dia. Por volta das dez horas todos estão na sombra das árvores", declara.


Fonte: Embrapa Acre














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r