Bom dia!
16/12
 

Notícias

Voltar
Terça-feira, 08 de junho de 2010 - 10h58m

Eventos > Congresso

PB: cultura do girassol é apresentada em congresso na Paraíba



João Pessoa/PB

Girassol com aptidão para alimentos e biodiesel foi um dos temas de minicurso ontem (7), no IV Congresso Brasileiro de Mamona (IV CBM) e o no Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas (I SIOE), que acontece em João Pessoa, na Paraíba, até quinta-feira (10).

No curso “Avanços tecnológicos na cultura do girassol“, o pesquisador da Embrapa Soja, Sérgio Luiz Gonçalves, explicou as características do girassol e perspectivas de cultivo. “Os congressistas poderão saber questões como clima e zoneamento, colheita e uso do girassol em sistemas agrícolas, além de manejo em termos de doenças, pragas, controle de plantas daninhas e nutrição”, diz.

Na oportunidade, o pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), Marcelo Lira, destacou que a pesquisa em rede de girassol na Regiao Nordeste, liderada pela Embrapa Soja e pela Embrapa Tabuleiros Costeiros, foi fortalecida nos anos de 2005 e 2006, com foco na identificação de materiais promissores para a produção de biodiesel. De acordo com ele, entre os que se destacaram foram M734 e o HLS06, com produtividade acima de 2 toneladas e com 40% de óleo, o que e um teor elevado em comparação ao da soja que e de em torno de 20%.

Lira chama a atenção que a cultura do girassol para o Nordeste também pode ser usada como planta forrageira, devido à região ser mais carente de materiais com maior tolerância à seca. De acordo com os pesquisadores os materiais da Embrapa, o hibrido BRS321 e a variedade BRS324, lançados em maio deste ano, estarão disponíveis no mercado a partir de 2011. “Esses materiais têm ciclo de produção precoce com possibilidade de plantio em todo Brasil”, afirma Luiz Gonçalves.

Alem desse, outros 5 mini-cursos foram ministrados para 400 produtores, estudantes, empresários, pesquisadores e técnicos de diversos locais do Pais. Na programação foram realizados os treinamentos de Óleos vegetais – importância, características e aplicações de espécies atuais e potenciais; Avanços tecnológicos da ricinocultura nacional; Avanços tecnológicos das culturas do amendoim e gergelim; Sistemas de produção de oleaginosas energéticas para agricultura familiar; Processos para produção e utilização de biodiesel.

Os minicursos fazem parte da programação dos eventos que são realizados pela Embrapa Algodão (Campina Grande, PB), juntamente com a Embrapa Agroenergia (Brasília, DF) e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca da Paraíba. Os eventos contam com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), da Petrobrás Biocombustível, da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) da Sudene, do Banco do Nordeste, do Sebrae e Universidade Estadual da Paraíba.


Fonte: Embrapa Agroernergia














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r