Boa tarde!
15/12
 

Notícias

Voltar
Quarta-feira, 09 de junho de 2010 - 17h52m

Animais > Peixes

RJ: Casimiro de Abreu lança ração sustentável para piscicultura



Casimiro de Abreu/RJ

O programa de piscicultura da secretaria de Agricultura e Pesca de Casimiro de Abreu, que beneficia os pequenos produtores rurais, terá uma nova forma de alimentação para os alevinos. A ração sustentável, desenvolvida por técnicos da Prefeitura, tem o objetivo de fomentar a economia baseada em agricultura familiar. A novidade, que começará a ser testada em setembro, gera sustentabilidade no processo, evitando o impacto na natureza, já que os resíduos de peixes não serão mais descartados no meio ambiente.

A equipe de funcionários trabalha tanto na fabricação da ração quanto na experimentação junto aos animais. A ração será produzida artesanalmente, a partir dos resíduos das tilápias, espécie criada atualmente nos tanques do Sítio Agrícola, somados a melaço e iogurte natural.

- O objetivo é reduzir os custos do sustento dos peixes, tanto aqui, onde funciona o processo inicial, quanto para o pequeno produtor, que receberá essa ração a preço de custo - informou o biólogo Maurício Porto, diretor de pesca da Secretaria de Agricultura e Pesca.

O programa está, atualmente, reformulando os procedimentos no trato com a cultura dos peixes. Serão 120 dias de experimentação com a nova ração. De acordo com Mauricio, a intenção é utilizar todas as partes do peixe no programa.

- A ideia veio de estudos em Cuba e pretendemos utilizar todo o peixe no processo. A polpa da tilápia na comercialização, o couro para o artesanato e as vísceras e resíduos para a ração - concluiu o biólogo.

Piscicultura
O programa de Piscicultura inclui 16 tanques, uma estufa para produção de alevinos e um laboratório. O objetivo da atividade é beneficiar produtores da região, por meio do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf). Em Casimiro de Abreu, atualmente, 30 produtores já trabalham com a criação de tilápias em 120 tanques abertos pela Secretaria de Agricultura e Pesca em propriedades rurais.

Todo o processo para um interessado se tornar piscicultor é viabilizado pela Prefeitura, desde a abertura dos tanques, o repasse de alevinos, a assistência técnica e o transporte para o beneficiamento e comercialização. No momento, o programa está com a listagem de espera para agregar novos produtores. A previsão é inseri-los no segundo semestre, logo após a reformulação do programa.


Fonte: Governo do Rio de Janeiro














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r