Bom dia!
16/12
 

Notícias

Voltar
Sexta-feira, 11 de junho de 2010 - 14h08m

Eventos > Outros

BA: chineses de Shandong conferem a agropecuária baiana



Imagens

Chineses visitam a Fazenda Reunidas Belo Horizonte, em Santo Antônio de Jesus

Foto: Divulgação / Seagri-BA



Santo Antônio de Jesus e Amargosa/BA

Quinze dias após o retorno da comitiva baiana à China, representantes do governo de Shandong vieram conhecer de perto a agropecuária do Estado. Neste primeiro contato, em companhia do superintendente de Política do Agronegócio da Secretaria da Agricultura (Seagri), Jairo Vaz, do diretor de Defesa Animal da Adab, Rui Ferreira Leal, e do coordenador de Projetos Especiais da Adab, Moacir Araújo, visitaram a Fazenda Reunidas Belo Horizonte, em Santo Antônio de Jesus, e o frigorífico Frigamar, em Amargosa.

Na avaliação de Jairo Vaz, a vinda dos chineses é reflexo imediato do interesse do governo e empresariado chinês em investir na Bahia. “A resposta deles foi muito rápida”, diz o superintendente, para quem este é um importante passo para o fortalecimento do agronegócio. As possibilidades de investimentos chineses abrangem vários segmentos: energias renováveis, (biodiesel, solar, eólica e biomassa), da pesca, de carnes, dos grãos, do algodão, da agricultura familiar, e frutas do Vale do São Francisco.

Em Santo Antônio de Jesus, o grupo chinês – Zhang Hongben, Zhang Jingyu e Zhu Facheng – conheceram o trabalho de melhoramento genético da Fazenda Reunidas Belo Horizonte, reconhecida internacionalmente. Pela primeira vez, tiveram contato com a raça indiana Nelore, que possui eficiência reprodutiva e se adapta bem ao clima brasileiro. “Hoje temos 1,2 mil gados dessa raça para melhoramento genético e também embriões”, explica o engenheiro agrônomo da Reunidas Belo Horizonte, Ronaldo Bittencourt.

Já em Amargosa, os chineses foram até o Frigorífico Frigamar, onde foram recebidos pelo diretor-superintendente da empresa, Nilson Cerqueira. Na visita às instalações, viram como é feito o abate do gado e o seu acondicionamento. Nos próximos meses, está prevista a vinda de outros grupos chineses à Bahia para conhecer de perto as demais atividades agropecuárias que pretendem investir.

Missão China

O Governo da Bahia enviou uma missão empresarial à República Popular da China em 13 de maio deste ano. Composta por 20 membros de diversos segmentos e cadeias produtivas da agropecuária baiana, a comitiva fez visitas à região leste do país, passando por Pequim, Jinan, Shandong, Laiwu e Shangai. Além de participar de reuniões técnicas com os compradores chineses e, ao mesmo tempo, elaborar protocolos de cooperação bilateral, a comitiva participou de eventos estratégicos, como a Sial 2010 e a ExpoShangai 2010. Tudo isso a convite do empresariado chinês, com apoio da Agência de Promoção à Exportação na China (Apex).

“A ação comercial representou uma oportunidade concreta de expansão da presença baiana no continente asiático”, avalia o secretário da Agricultura, Eduardo Salles. Segundo ele, a missão foi planejada durante um ano e cinco meses a partir de uma demanda dos próprios chineses na área de agropecuária, que desejam investir no setor, principalmente na importação de grãos.

Retribuindo a visita da comitiva baiana, a vice-governadora do estado chinês de Shandong, Wang Sullian, participou, no último dia 1º, junto com o governador Jaques Wagner e o secretário Eduardo Salles, da implantação de 12 câmaras setoriais da agropecuária baiana, passo fundamental para o planejamento estratégico do setor num horizonte dos próximos vinte anos. A vinda da dirigente chinesa à Bahia foi mais um passo de uma relação que começou a ser fortalecida e ampliada em novembro de 2007, quando Wagner esteve na China para mostrar as potencialidades econômicas do estado.

Escritório de negócios

O primeiro resultado concreto da missão empresarial é a instalação de um escritório permanente de negócios da agropecuária baiana, em Pequim. O escritório começará a funcionar até 30 de julho deste ano. Ainda em Pequim, o grupo Pallas International Consultants assinou protocolo de intenções com o governo da Bahia, através das secretarias da Agricultura, do Planejamento, da Indústria, do Comércio e Mineração, e da Infraestrutura, representadas no ato pela Seagri, reafirmando sua disposição de investir na Bahia no segmento de energias renováveis


Fonte: Seagri/BA














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r