Bom dia!
10/12
 

Notícias

Voltar
Segunda-feira, 14 de junho de 2010 - 14h58m

Agronegócio > Exportação

MG: exportações mineiras do agronegócio aumentam 24,5%



Melhoria dos preços impulsionou os principais produtos


Belo Horizonte/MG

As exportações do agronegócio mineiro, no período de janeiro a maio de 2010, alcançaram US$ 2,51 bilhões, registrando um aumento de 24,5% em relação à cifra obtida no mesmo período do ano passado, que foi de US$ 2,01 bilhões. Os dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e foram analisados pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais.

A receita das exportações mineiras de café, nos cinco primeiros meses de 2010, teve aumento de 21,8% na comparação com o valor registrado no mesmo período do ano passado. A cifra alcançada foi da ordem de US$ 1,3 bilhão contra US$ 1,1 bilhão. De acordo com o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria, João Ricardo Albanez, “embora tenha aumentado pouco o volume do café exportado, o preço médio do produto fez a diferença, pois atingiu cerca de US$ 2,6 mil a tonelada, valor 19,1% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior.”

O superintendente explica que madeiras e derivados registraram uma das maiores expansões de receita no conjunto das vendas externas do agronegócio mineiro entre janeiro e maio de 2010. “O aumento no acumulado dos cinco meses foi de 106,1% na comparação com o mesmo período de 2009, ou receita de US$ 302,7 milhões contra a cifra da ordem de US$ 147 milhões. O preço médio do produto, entre os dois períodos, teve aumento da ordem de 85%, alcançando US$ 622,39 a tonelada", comenta Albanez.

O açúcar é outro destaque, com receita 68,32% maior no acumulado de janeiro a maio de 2010. A cifra alcançada neste ano foi de US$ 242,5 milhões. Para Albanez, os bons resultados do açúcar brasileiro no mercado internacional foram ocasionados pela redução da produção na Índia. “Somos atualmente o país que mais exporta o produto para aquele país, com o objetivo de atender a parte de sua demanda interna. Além disso, o Brasil fornece também aos mercados que antes consumiam o açúcar produzido na Índia”, ressalta o superintendente.

No grupo das exportações mineiras de carne, o produto das aves apresentou maior evolução, com um aumento de 22,47% na comparação com os cinco primeiros meses de 2009 e um valor comercializado de US$ 78,2 milhões. Já a comercialização da carne bovina teve um aumento de 12,9%, com o registro de uma cifra da ordem de US$ 115,9 milhões.

Abanez observa que, no grupo da soja (farelo, óleo e grão), o destaque no acumulado dos cinco primeiros meses deste ano é para o óleo, que teve uma receita de exportação 45,35% maior, registrando um valor de US$ 22,2 milhões no acumulado do ano. Para a soja em grão, o crescimento foi de 5,5%, e uma receita de US$ 116,8 milhões no acumulado de janeiro a maio de 2010.

Maio versus abril
Em maio, a exportação dos produtos do agronegócio mineiro gerou uma receita de US$ 527,7 milhões, 3,1% superior à registrada em abril. O volume comercializado no período teve aumento de 15,8%, com o registro de 517,4 mil toneladas na comparação com as 447 mil toneladas do mês anterior.

O açúcar teve destaque nas exportações de maio com uma receita de US$ 47,9 milhões, valor 56,1% superior ao registrado em abril, que foi de US$ 30,7 milhões. Segundo o superintendente, esses números foram possibilitados principalmente pelo aumento dos embarques no período. Minas Gerais exportou 94,9 mil toneladas de açúcar na comparação com as 60,2 mil toneladas registradas em abril, alcançando um crescimento de 57,4% no volume. “Por isso, a redução do preço médio da tonelada em quase 1% não afetou a evolução da receita”, ele enfatiza.

Já a comercialização dos produtos que integram o grupo soja, na comparação com abril, teve um aumento de 48,4%, com o registro de uma cifra de US$ 71,1 milhões. Neste caso, o principal fator para o crescimento da receita foi a recuperação do mercado de farelo de soja. Esse mercado, segundo Albanez, vem sofrendo oscilações desde o início do ano, e em maio deu um salto de 805,78%, com comercializações no valor de US$ 8,5 milhões. Em abril, a receita foi de US$ 940 mil. Já a soja em grão teve exportações no valor de US$ 57,8 milhões, que equivalem a um aumento de 35,29% na comparação com abril.

As carnes também tiveram destaque nas exportações do agronegócio mineiro em maio. Os negócios foram favoráveis principalmente para a carne bovina, que alcançou no mercado internacional a receita de US$ 29,3 milhões, ou 32,18% mais que no período anterior. As exportações de aves tiveram aumento de receita da ordem de 26,7%, alcançando US$ 18,1 milhões. A receita da carne suína teve variação positiva de 10,3%, com o registro de US$ 5,1 milhões.


Fonte: Seapa/MG














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r