Bom dia!
17/12
 

Notícias

Voltar
Segunda-feira, 14 de junho de 2010 - 18h12m

Eventos > Seminário

RS: situação da vitivinicultura será debatida em Bagé



Bagé/RS

A Emater/RS-Ascar, juntamente com o Comitê de Fruticultura da Metade Sul do RS, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Governo Federal, Governo Estadual, Prefeitura Municipal de Bagé , Sebrae, Embrapa, Ibravin e ABFrut, promove o VII Seminário de Vitivinicultura da Metade Sul do RS, que acontecerá de 17 a 19 de junho, em Bagé.

O Seminário, que espera aproximadamente 600 pessoas, tem como objetivo discutir a situação dos vitivinicultores na região Sul e terá como foco a prospecção e a tecnologia ligadas ao setor. Segundo o assistente técnico estadual de fruticultura da Emater/RS-Ascar, Antonio Conte, a vitivinicultura tradicionalmente vem da agricultura familiar, mas as discussões propostas tratarão fortemente da produção empresarial.

Na programação, as palestras serão divididas em três grandes painéis. O primeiro, que começa às 13h30, no dia 17, será sobre Vitivinicultura no bioma Pampa: o desafio que nos diferencia, com o moderador Mauro Celso Zanus, chefe adjunto de P&D da Embrapa Uva e Vinho de Bento Gonçalves. O segundo painel será às 16h e falará sobre Mercado e marketing de vinhos, sucos e espumantes, com o moderador Tauê Bozzetto Hamm, gestor de projetos da Sebrae de Bagé. O último painel, que acontecerá no dia 18, às 8h30, será sobre Desafios e estratégias tecnológicas para a vitivinicultura na Metade Sul, que terá como moderador Antonio Conte, engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar.

No dia 19, será realizado pela Emater/RS-Ascar um dia de campo na vinícola Peruzzo. Na ocasião, será realizada visita ao vinhedo para apresentar os principais cultivares de uvas viníferas e o sistema de cultivo chamado espaldeiro, diferente do utilizado na Serra. No final, haverá degustação na cantina local.

Segundo os organizadores, este evento foi consolidado como um dos mais importantes sobre vitivinicultura no Rio Grande do Sul, pois a região apresenta melhores condições climáticas para a uva vinífera, além do solo e da topografia que são favoráveis ao cultivo. Devido a estes aspectos, a região da Metade Sul, que compreende Campanha, Serra do Sudeste, Centro e Sul, é referência em vinhos finos no Estado e apresenta produtos de empresas oriundas da Serra, como Miolo, Salton, Aliança, Almadém e outras.

Segundo dados da Emater/RS-Ascar, o Rio Grande do Sul conta com aproximadamente 44 mil hectares de uvas plantadas e uma produção de 750 mil toneladas. As regiões da Campanha e da Serra do Sudeste, que têm como principais produtores os municípios de Santana do Livramento, Encruzilhada do Sul, Bagé, Candiota, Dom Pedrito e Pinheiro Machado, compreendem uma área de cerca de 1.700 hectares de plantação de uva e uma produtividade de 6.000 kg/ha. Já as regiões Centro e Sul, que têm como principais produtores os municípios de Jaguari, Nova Palma, Sobradinho, Pinhal Grande, Cacequi e Ibarama, compreendem uma área de 640 hectares e uma produtividade de 9.000 kg/ha.

Outro ponto importante destacado pelos organizadores é que este Seminário abre uma nova fronteira para investimento no Estado e disponibiliza alternativas e preços bons para competir com os concorrentes argentinos e chilenos, que são fortes nesta cultura.


Fonte: Emater/RS














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r