Bom dia!
19/08
 

Notícias

Voltar
Segunda-feira, 14 de junho de 2010 - 18h18m

Eventos > Feira

DF: na Feira da Agricultura Familiar, um brinde à diversidade cervejeira



Brasília/DF

Sabe o que a cerveja e a agricultura familiar têm em comum? A diversidade. Muita gente não sabe, mas a bebida alcoólica mais consumida pelos brasileiros é, assim como a agricultura familiar, uma fonte inesgotável de sabores e paladares. É por isso que a VII Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária - Brasil Rural Contemporâneo traz para a Concha Acústica de Brasília (DF), entre 16 e 20 de junho, a diversidade das cervejas artesanais, para brindar à diferença e à variedade.

Depois do sucesso da primeira participação no evento em Porto Alegre, estarão presentes em Brasília empresas familiares da Associação Gaúcha de Microcervejarias (AGM). De acordo com o membro da AGM e mestre cervejeiro da Ralf Beer, Arthur Ralf, serão 20 mil litros de cervejas especiais fabricadas com todo o controle e processo natural de fermentação. “O caminhão já saiu do Rio Grande do Sul e está a caminho com barris de chopp, garrafas long neck e de litro. Estamos levando ainda material de divulgação como copos e canecas e sobretudo a ideia e a filosofia da cultura cervejeira. Estarão presentes ainda cinco mestres cervejeiros para mostrarmos a importância de harmonizar os diferentes tipos da bebida, pois cada cerveja deve ser apreciada em seu contexto e cada tipo tem a sua combinação perfeita com pratos, ambientes e momentos”, conta Ralf.

De acordo com o membro da AGM, é crescente a diversidade da produção cervejeira no Brasil, para atender aos cada vez mais exigentes paladares. “A variação na Europa e nos Estados Unidos é enorme. Só nos EUA são 1,5 mil microcervejarias e nos países anglossaxões da Europa cada cidade possui uma tradição especial de fabricar a mais popular das bebidas fermentadas. Aos poucos no Brasil as pessoas estão descobrindo as enormes possibilidades de sabores que as cervejas possuem, maiores até que os vinhos”, diz.

Variedade
Pilsen clássica, weiss, bock, abadia, ale, ocktoberfest, pilsen, extra, stolt. Apesar da época de Copa do Mundo, não é a escalação do banco de reservas da seleção da Alemanha, são os oito tipos de cervejas que os visitantes vão poder apreciar. “É uma oportunidade única do brasiliense e verdadeiro apreciador da cerveja conhecer em um só lugar uma variedade de cervejas regionais que normalmente ele precisaria ir para o Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul para provar pelo menos cinco tipos diferentes”, ressalta Ralf.

As relações entre a agricultura familiar e a cervejaria artesanal também são marcantes. Além de seu caráter regional, as microcervejarias buscam uma relação de continuidade com agricultores familiares capazes de uma produção específica de cevada, trigo e maltes para abastecimento. Hoje existem no Brasil entre 25 e 30 microcervejarias ativas e Ralf estima que há espaço para aumentar.


Fonte: MDA














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r