Boa noite!
15/07
 

Notícias

Voltar
Quarta-feira, 16 de junho de 2010 - 14h07m

Eventos > Seminário

SE: seminário discute turismo rural na agricultura familiar em Boquim



Boquim/SE

A Emdagro realiza, no período de 15 a 17 de junho, no Centro de Treinamento da Cidade de Boquim, o I Seminário Estadual Sobre Turismo Rural na Agricultura Familiar, cujo objetivo é promover o desenvolvimento rural sustentável mediante a implantação e fortalecimento, pelos agricultores familiares, das atividades turísticas integradas aos arranjos produtivos locais, com geração de renda e trabalho no meio rural e consequente melhoria das condições de vida. O evento é destinado a técnicos da empresa e produtores rurais.

Numa visão mais ampla, o seminário busca tratar dos princípios básicos que norteiam o programa de forma a estimular a prática do associativismo; a valorização e o resgate do patrimônio cultural e natural dos agricultores familiares, suas organizações e territórios; a gestão social da atividade; o estabelecimento de parcerias institucionais, comprometimento com a produção agropecuária de qualidade e com os processos agroecológicos.

A programação contou com palestras, exposições dialogadas, dinâmica de interação e trabalhos em grupo, além de visitas técnicas. Na ocasião, foram palestrantes os representantes da Sedetec, Joab Almeida, que falou sobre o turismo rural de base comunitária; do Ministério do Turismo, Cristiano Borges, que fez a abordagem sobre a Política Nacional de Turismo Rural na Agricultura Familiar; e do representante da Emater do Rio Grande do Sul, Flávio Calcanhoto, que trouxe as experiências vivenciadas naquele Estado.

A abertura do seminário foi feita pelo Diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural, Jodemir Pires, representando o Secretário de Estado da Agricultura, Paulo Viana, e o Presidente da Emdagro Jefferson Feitoza de Carvalho. Jodemir destacou a importância do evento e o compromisso da empresa em buscar sempre alternativas de geração de emprego e renda por parte das famílias rurais. “Essa política veio para valorizar a economia regional, através do estabelecimento de micro e pequenos negócios, de forma a agregar valor aos produtos da agricultura familiar. E a Emdagro, como empresa de assistência técnica, tem um papel fundamental na busca de alternativas que possibilitem desenvolver o meio rural”, afirma o diretor.

Para o Diretor Técnico da Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), Diego da Costa, os avanços que o Estado vem tendo no setor turístico são visíveis e vê o turismo rural na agricultura familiar como um novo desafio. “Com a retomada das atividades da empresa nesses últimos dois anos, nó conseguimos viabilizar o programa “Destino Sergipe”, a parte da formação e qualificação profissional da cadeia produtiva do turismo, dentre outras.

O turismo é uma atividade complexa, ampla, é uma cadeia produtiva tão grande quanto a agricultura, para a gente é um fato novo, de criar essa linha entre a agricultura familiar e o turismo. Então, esse é um desafio onde tentaremos achar uma ferramenta que possa juntar as duas atividades e na complexidade que cada uma tem, fazer com que a população conheça os municípios e o caminho mais curto para que isso possa acontecer é que as pessoas conheçam seu próprio Estado”, enfatiza Diego.

Na visão da Coordenadora Estadual da Rede de Turismo rural na Agricultura Familiar da Emdagro, Clélia Vieira Rocha, “o objetivo maior desse seminário é sensibilizar técnicos da Emdagro e agricultores familiares de diversos municípios do Estado para o desempenho de atividades que promovam o desenvolvimento do turismo rural na agricultura familiar, facilitando o acesso ao conhecimento em temas relevantes para essa atividade, na perspectiva do desenvolvimento sustentável”, reforça.

Linhas de Crédito
Para desenvolver a atividade turística em suas propriedades, os agricultores familiares vão poder contar coma modalidades de crédito e da assistência técnica voltadas para o turismo rural. Os recursos financeiros a serem utilizados têm origem no Orçamento Geral da União alocados ao MDA.

O Programa Nacional de Agricultura Familiar oferece as seguintes de linhas de créditos: Pronaf Capacitação, onde poderão ser apoiados projetos que proponham planejamento das atividades turísticas, potenciais turísticos da região e das propriedades dos agricultores familiares, além da criação de produtos turísticos e circuitos intermunicipais, controle, planejamento e gestão.

Outra linha é o Pronaf Turismo Rural, que traz consigo financiamentos de projetos para estruturação de pousadas, restaurantes, cafés coloniais e outros serviços. Já o Pronaf Infraestrutura, prevê o financiamento da infraestrutura comunitária ou territorial de apoio ao turismo.

Além de todas essas linhas de créditos, os agricultores familiares terão também a Assistência Técnica de entidades estatais e não estatais que tenham interesse e atuação no campo.


Fonte: Emdagro














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r