Bom dia!
16/07
 

Notícias

Voltar
Sexta-feira, 18 de junho de 2010 - 13h56m

Concursos > Café

SP: Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café eleva prêmio



Lotes poderão ser leiloados por valor 15 vezes acima da cotação da BM&F.


São Paulo/SP

O Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café chega à sua sétima edição com diversas novidades que vão acirrar ainda mais a disputa entre os Estados produtores e estimular a maior participação das empresas nacionais e internacionais no leilão dos lotes finalistas. O regulamento divulgado pela ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, organizadora do concurso, traz cinco inovações que poderão inspirar os certames estaduais, dos quais saem os lotes que disputam este campeonato brasileiro.

A primeira inovação é a criação de mais uma categoria de premiação: a escolha do mais exclusivo e melhor micro lote, de apenas 2 sacas, produzido por cafeicultor de pequena propriedade, com até 3 hectares. “Além de ser uma oportunidade para o pequeno produtor competir em um concurso nacional, a inclusão dessa categoria com certeza revelará verdadeiras raridades”, diz Almir José da Silva Filho, presidente da ABIC.

A segunda novidade refere-se à avaliação da qualidade global que será feita nos lotes finalistas das categorias Cafés Naturais e Cafés Cereja Descascado. Essa avaliação, que seguirá as metodologias do PQC – Programa de Qualidade do Café, da ABIC, e da SCAA – Specialty Coffee Association of America (associação americana de cafés especiais), será realizada no laboratório do Centro de Preparação de Café do Sindicato da Indústria de Café do Estado de São Paulo, que é credenciado pela ABIC. Somente os lotes que obtiverem pontuação acima de 75 pontos serão classificados para o leilão.

Decorrente dessa avaliação da qualidade global está a terceira novidade: é de acordo com a pontuação que serão estabelecidos os preços mínimos do leilão. Um café avaliado acima de 89 pontos, por exemplo, poderá ter preço mínimo até 15 vezes superior ao valor da cotação da BM&F do dia anterior ao pregão.

As duas inovações finais são: envio prévio de amostras de 100 gramas aos interessados em participar do leilão, como indústrias, casas de café, restaurantes e outros estabelecimentos, e possibilidade de aquisição via internet. “Não se trata de um leilão eletrônico, mas do envio do lance por e-mail, durante o período do pregão”, explica Nathan Herszkowicz, diretor executivo da ABIC. Para ele, a não obrigatoriedade da presença física do interessado no local do leilão permitirá a participação de muitas outras pessoas físicas, apaixonadas por café, ou jurídicas. Os interessados deverão se credenciar com antecedência para obter a senha de participação.

A íntegra do regulamento do 7º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café pode ser acessada na página www.abic.com.br. Cada Estado produtor poderá inscrever 1 lote em cada uma das categorias – Natural, Cereja Descascado e Micro Lote -, que tenha sido finalista no seu Concurso Estadual de Café. Os Estados têm até 11 de outubro para inscrever seus lotes. O leilão está marcado para o dia 25 de novembro, em local e horário a serem divulgados. Mais informações através do e-mail: abic@abic.com.br ou pelo tel.: (21) 2206-6162.


Fonte: 7º Concurso Nacional ABIC de Qualidade do Café














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r