Bom dia!
11/12
 

Notícias

Voltar
Sexta-feira, 18 de junho de 2010 - 18h06m

Eventos > Feira

DF: Brasil Rural Contemporâneo é opção de lazer para o fim de semana em Brasília



Brasília/DF

O tempo, a paisagem, os produtos e a programação cultural fazem da Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária – Brasil Rural Contemporâneo uma excelente opção de lazer no final de semana que se avizinha, a partir desta sexta-feira (18). O evento teve início nesta quarta-feira (16) e vai até domingo (20), às 22h, na Concha Acústica do Lago Paranoá, entre a Vila Planalto e o Palácio da Alvorada. No sábado e no domingo, a Feira abre às 10h e fecha às 22h. 

Clique aqui e veja como chegar.

Lá, o visitante encontrará o melhor da produção da Agricultura Familiar de todas as regiões do País. Desde as castanhas, óleos e polpas de frutas da Amazônia até os queijos e embutidos da Região Sul, passando ainda pelas castanhas de baru e produtos a base de pequi do Centro-Oeste, geleias orgânicas e conservas da Região Sudeste e os artesanatos e doces da Região Nordeste.

São ao todo mais de três mil produtos diferentes, trazidos por 650 expositores apoiados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os produtos, adquiridos diretamente dos agricultores, são uma ótima opção de compra, pelos bons preços, pela qualidade dos produtos e pelo contato com os produtores.

O tempo previsto para este final de semana ajuda a criar um ambiente ainda mais agradável à beira do Paranoá. Aquele frio que rondou as madrugadas de Brasília nos últimos dias promete dar uma trégua. A temperatura mínima não deve ficar abaixo de 12 graus no domingo. Os ventos também devem diminuir, soprando do Lago Paranoá e colaborando para melhorar a umidade do ar na área da feira. E embora as temperaturas mínimas subam um pouquinho, durante o dia não deve fazer muito calor. A previsão é que a temperatura máxima seja de 28 graus na sexta e no sábado e de 29 no domingo.

Mas, se o calor apertar, o jeito vai ser provar, entre uma compra e outra, as várias opções de cervejas artesanais que são comercializadas em quiosques com vista para o Lago. Da mesma maneira que o friozinho da noite pode ser amenizado na Praça da Cachaça, onde 15 empreendimentos da agricultura familiar mostram o que há de melhor na produção artesanal da bebida no Brasil.

Comidinhas
E para todas as temperaturas há comidinhas oferecidas por quiosques de gastronomia regional, onde se encontra polenta , tapioca, acarajé e peixe frito com mandioca. Tudo isso pode ser degustado na área de piquenique, em deck construído na beira do lago. Também se pode degustar ali os produtos à venda nos estandes, como salames, copas, biscoitos, queijos e doces, além de vinhos e espumantes artesanais e orgânicos.

A Feira tem espaço – e programação – também para os pequenos, o Espaço Brincante, que oferece jogos e brincadeiras acompanhados por monitores, e espetáculos infantis de teatro de bonecos.

Em dois palcos, o visitante poderá ainda curtir aquilo que se revelou um grande festival de música, com o encontro de grandes nomes da música urbana com músicos de raiz, ligados ao ambiente rural. Na noite de abertura do evento, na quarta-feira, cerca de 7 mil pessoas lotaram a concha acústica para ouvir Paulinho da Viola e Monarco. Na noite de quinta, foi a vez de Otto embalar a galera.

Muita música
Nesta sexta-feira, 18, Lenine abre a programação do palco multicultural, às 20h. Depois, às 21h30min, o grupo paulista Teatro Mágico convida Silvério Pessoa, de Pernambuco. No sábado, 19, a programação abre com Cabruera (Paraíba), que convida Totonho, também paraibano. Às 21h30min, os gaúchos Frank Jorge, Wander Wildner e Julio Reny convidam o gaiteiro Gilberto Monteiro. E, para encerrar a noite, às 23h, Alceu Valença.

Jogo da Seleção
No domingo, 20, programação especial para acompanhar o jogo da Seleção Brasileira contra a Costa do Marfim, pela Copa do Mundo. Os visitantes da feira poderão torcer à frente do maior telão de led de Brasília, instalado na Concha Acústica. Depois, para comemorar a vitória (ou para esquecer o placar), show com os baianos Armandinho, Dodô e Osmar.

No outro palco, o Tablado de Raiz, a programação começa às 16h nesta sexta-feira, 18, com os baianos do Zambiapunga. Depois dele, vêm Pio e Mestre Vieira (PA) e Babilak Bah (MG). A programação continua no sábado, 19, a partir das 14h, com o Maracatu Estrela de Ouro.

Clique aqui e veja a programação.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA)














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r