Boa tarde!
17/08
 

Notícias

Voltar
Segunda-feira, 21 de junho de 2010 - 19h11m

Eventos > Festa

DF: VIII Festa do Leite de Brazlândia apresenta melhoramento genético de matrizes de gado



Brazlândia/DF

Animais com maior fertilidade, longevidade e resistência a doenças são alguns dos benefícios do melhoramento genético de gado leiteiro. O tema foi o foco da VIII Festa do Leite de Brazlândia, encerrada neste domingo (20), no Núcleo Rural Vale do Curralinho. Com o objetivo de discutir e disseminar essa tecnologia, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) levou técnicos e produtores para participarem das palestras da festa do leite.

Cerca de 50 pessoas, entre técnicos e produtores, estiveram presentes à palestra do pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), José Reinaldo Ruas. Ele fez comparativos de custos, produtividade, crescimento e manejo de gado leiteiro puro e mestiços de diversos tipos de cruzamento.

Segundo a veterinária e extensionista rural da Emater-DF, Flávia Lage, mesmo que a produtividade de um animal mestiço não seja alta, a vantagem é que o gado adaptado ao sistema de produção adoece menos, se ajusta ao clima e à alimentação. “A consequência é que ele tem um custo menor ao produtor”, explica.

Durante a festa, produtores rurais tiveram a oportunidade de conhecer a Fazenda Agroecológica Campina Verde e ouvir a engenheira agrônoma da Emater-DF, Roberta Matos, falar sobre agroecologia e pecuária leiteira. O sistema agroecológico permite a integração dos processos na propriedade e o aproveitamento de recursos naturais, o que pode gerar redução de custos.

Vitrine e sala de aula — A exposição de bovinos contou com uma vitrine de melhoramento genético que, além dos animais, trouxe informações sobre alimentação, cruzamentos e o resultado prático obtido na propriedade dos produtores da região.

Na entrada da vitrine, cartazes com fotos e explicações técnicas montaram uma sala de aula a céu aberto, onde o veterinário e extensionista rural da Emater-DF, Mário Paschoal, apresentou os objetivos e os resultados de cada cruzamento.

Torneio leiteiro
Seguindo o tema da oitava edição da Festa do Leite de Brazlândia, o torneio leiteiro premiou os três primeiros colocados com doses de sêmem e maleta de inseminação artificial. O primeiro colocado foi o produtor Geraldo Maia, cuja vaca produziu 30,38kg de leite.

Em segundo lugar, o produtor Gabriel Caldas levou uma vaca que produziu 28,26kg de leite e, com uma pequena diferença para o segundo colocado, o produtor Eujácio ficou com a terceira posição, com 28,18kg.

O proprietário do Laticínio Leite do Vale e o vencedor do torneio, Geraldo Maia, destacou a importância social da produção de leite e falou sobre o crescimento que a região teve nos últimos 10 anos. “Quando começamos o laticínio, em 1998, as vacas tinham uma média de 6 litros de leite por dia. Hoje, com o apoio da Emater, temos uma média diária de 16 litros de leite por vaca.”

O produtor rural Aguinaldo Lélis lembrou que as exigências do mercado e a concorrência pedem produtos de qualidade cada vez maior, e por isso o produtor precisa estar unido e organizado para atender a essa demanda. "Precisamos estar unidos em prol do nosso negócio”, apontou.


Fonte: Emater/DF














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r