Boa tarde!
15/08
 

Notícias

Voltar
Terça-feira, 22 de junho de 2010 - 16h19m

Eventos > Outros

PR: Agroleite 2010 abre inscrições dos animais



Castro/PR

As associações das raças holandesa, jersey, pardo-suíça, simental e girolando já abriram as inscrições para os animais que vão participar do Agroleite 2010, evento que acontece de 10 a 14 de agosto, no Parque de Exposições Dario Macedo, em Castro (PR). A novidade deste ano é a participação da raça holandesa vermelha e branca, que terá espaço especial na programação para um julgamento exclusivo da variedade. "Todos os anos nós trabalhamos com uma raça convidada. Ano passado foi a girolando e este ano será a holandesa vermelha e branca. Nós temos diversos criadores interessados na exposição destes animais e temos certeza que teremos um número significativo desta raça que é tão importante para o evento quanto às demais já expostas", disse o coordenador geral do Agroleite, José Hilton Prata Ribeiro.

Prazo
As inscrições serão realizadas até o dia 21 de julho. Os criadores interessados em participar do evento devem observar o número de animais que podem ser inscritos por raça. Os criadores da raça holandesa podem inscrever 20 animais efetivos como criador ou expositor e cinco reservas, além dos animais do Torneio Leiteiro e Clube de Bezerras. Para a raça jersey poderão inscrever 25 animais efetivos como criador ou expositor, sendo cinco reservas. A participação é permitida de um macho para cada sete fêmeas efetivas.

Etapa nacional
A Associação Brasileira de Criadores da Raça Pardo-Suíça se prepara para a etapa nacional que será realizada no Agroleite. Os criadores poderão inscrever 15 animais efetivos por criador ou expositor e seis animais como reserva. É necessária a apresentação de atestado andrológico e ginecológico para machos com mais de 14 meses e fêmeas a partir de 16 meses. As raças girolando e simental devem apresentar cerca de 250 animais no Parque.

Inscrições
Os criadores interessados em inscrever seus animais devem acessar o site oficial do evento (www.agroleitecastrolanda.com.br) e preencher a ficha de inscrição, disponível logo na página inicial do site. Após inscrever o animal, o criador deve encaminhar a documentação para a área de negócios leite da Cooperativa. Serão exigidos exames de tuberculose e brucelose dos últimos três anos do rebanho, atestado andrológico e ginecológico e atestado de vacinação de brucelose. "O Agroleite reúne um número especial de animais com elevada produtividade. Podemos dizer com segurança que reunimos aqui o rebanho leiteiro mais valioso do Brasil", afirma o coordenador da exposição de animais, Sandro Hey.

Trabalhos técnicos
A área de negócios leite da Cooperativa já se prepara para trabalhar intensivamente para a exposição. "A nossa equipe é a responsável pelo trabalho com todo e qualquer animal do Parque. Agora nesta fase inicial, vamos reunir todas as inscrições e informações dos animais e enviar para as associações. É um trabalho que exige muita atenção, precisamos avaliar atentamente as informações enviadas pelos criadores. O Agroleite segue as normas sanitárias da Castrolanda e já nas inscrições coletamos todos os dados dos animais para que os expositores ao trazer seus rebanhos para o Parque estejam tranqüilos quanto a sanidade dos demais animais expostos na feira", conta Augusto Meierjurgen, responsável técnico da exposição de animais.

Raça convidada
A raça holandesa vermelha e branca tem esta denominação ao fato destes animais terem sido criados nos vales dos rios Mosa, Reno e Issel. O pecuarista Reinaldo de Boer já está selecionando os animais que vai levar para o Agroleite. "Este ano quero levar um time com 20 animais da raça holandesa vermelha e branca", disse. Ele destaca a excelente capacidade leiteira da variedade. "São animais com alto teor de sólidos, a média diária na minha propriedade é de 33 litros em duas ordenhas. Avaliando de maneira geral o gado preto e branco com o vermelho e branco na minha propriedade o preto e branco tem apresentado média anual em torno de 11 mil kg e as vermelhas apresentam 10", conta.

Longevidade
Segundo o pecuarista a longevidade dos animais também é um diferencial da raça. "No inverno não temos esta preocupação porque ambas são de origem européia resistentes ao frio mas, nos últimos tempos observamos que os verões tem sido cada vez mais quentes e os animais vermelho e branco apresentam maior resistência ao calor", finaliza.


Fonte: Ocepar














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r