Bom dia!
19/08
 

Notícias

Voltar
Quarta-feira, 23 de junho de 2010 - 15h52m

Cursos > Outros

RO: médicos veterinários são treinados pela Embrapa Rondônia



Porto Velho/RO

Diagnóstico, controle e erradicação de brucelose e tuberculose são os temas do curso de capacitação de médicos veterinários que acontece na Embrapa Rondônia, em Porto Velho. O treinamento é obrigatório para profissionais que atuam na certificação de propriedades, na vacinação e no diangóstico de bovinos e bubalinos.

O curso é divido em aulas teóricas e práticas. Desde ontem ( 22), os médicos veterinários recebem noções teóricas a respeito das doenças e detalhes da legislação e dos padrões de sanidade exigidos pelos órgãos fiscalizadores. As aulas práticas permitiram a aplicação das técnicas de diagnóstico e prevenção. A Embrapa Rondônia, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), é a única instituição do Estado credenciada a oferecer o curso.

A brucelose e a tuberculose são doenças importantes porque podem ser transmitidas dos animais para as pessoas. A brucelose é transmissível pela ingestão de produtos de origem animal, tais como leite in natura e derivados que não recebem os tratamentos industriais adequados. A tuberculose, por sua vez, é transmitida pelo ar. Pessoas que lidam diretamente com os animais estão mais sujeitas a contrair a doença.

Palestrante no curso, o médico veterinário José Soares Ferreira Neto, professor da Universidade de São Paulo, explica que Rondônia, assim como Tocantins e os Estados do Centro-Oeste, apresentam alta prevalência de brucelose. Os animais diagnosticados devem ser sacrificados. Anualmente são realizadas campanhas de vacinação para o controle da doença.

A tuberculose, por sua vez, não é tão comum nas regiões em que se pratica pecuária extensiva. “A tuberculose ocorre mais onde existe aglomeração de animais”, explica o professor José Soares. Um estudo da prevalência da tuberculose no Estado de Rondônia está em fase de conclusão e deve confirmar essa tendência. Se realmente for baixa a prevalência, o Estado pode partir para ações de erradicação da doença, de acordo com José Soares.

Certificação
Os médicos veterinários capacitados estarão aptos a realizar os procedimentos exigidos na certificação de propriedades, que faz parte do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose, coordenado pelo MAPA. No início deste mês, a Embrapa Rondônia recebeu a certificação de duas propriedades com rebanho bovino e bubalino, respectivamente. Foram as duas primeiras propriedades na Região Norte a conquistar a certificação.

O processo exige três baterias de exames que envolve todos os animais da propriedade. Os resultados precisam ser negativos em todos os testes. A certificação é a prova de que o rebanho está livre das doenças, o que agrega qualidade e valor à carne, ao leite, aos próprios animais e à saúde do produtor, afirma o médico veterinário Fábio Barbieri, da Embrapa Rondônia.

O curso é uma parceria entre diferentes instituições que atuam no Estado de Rondônia. Além da Embrapa, fazem parte o Governo do Estado de Rondônia, com a Seagri, a Emater-RO e a agência Idaron, a Superintendência Federal de Agricultura, do MAPA, e o Fundo de Apoio a Defesa Sanitária Animal do Estado de Rondônia (FEFA).


Fonte: Embrapa














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r