Boa tarde!
17/07
 

Notícias

Voltar
Quinta-feira, 24 de junho de 2010 - 11h11m

Pesquisa > Uva e Vinho

RS: Inpi dá parecer favorável a concessão da IP de vinhos e espumantes Pinto Bandeira



Imagens

Paisagem de Pinto Bandeira

Foto: Ivanira Falcade



Pinto Bandeira/RS

O Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi) deu parecer favorável a concessão da Indicação de Procedência (IP) de vinhos finos e espumantes Pinto Bandeira, área delimitada que integra 6 vinícolas. Essa é a segunda IP de vinhos do Brasil, seguindo o Vale dos Vinhedos. A Indicação de Procedência é uma certificação que aplica conceitos da legislação da propriedade industrial e assegura a origem e padrões de qualidade dos vinhos certificados elaborados pelas vinícolas da Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), detentora da chancela.

Segundo o pesquisador da Embrapa Uva e Vinho, Jorge Tonietto, que coordenou o processo em conjunto com a Asprovinho, Embrapa Clima Temperado, Universidade de Caxias do Sul (UCS) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), o certificado de registro de indicação geográfica deverá ser emitido ainda este ano, quando será lançada oficialmente a Indicação de Procedência de Pinto Bandeira. O projeto também contou com suporte financeiro da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O presidente da Asprovinho, Luciano Vian, comenta que a possibilidade de disponibilizar os vinhos com o selo de Indicação de Procedência de Pinto Bandeira, após o recebimento da certificação, aos consumidores será um grande vitória. “Estamos trabalhando na seleção de variedades, técnicas de elaboração, formas de controles, dentre outros itens, visando traduzir as características do terroir da região”.

“Os vinhos de Pinto Bandeira apresentam as características dos vinhos da Serra Gaúcha, mas com um diferencial que garante uma tipicidade própria: a altitude. Valorizam um território delimitado, onde o ciclo de maturação das uvas é mais tardio, o que permite a produção de vinhos particulares, com especial aptidão para os espumantes”, comenta o pesquisador da Embrapa Uva e Vinho Mauro Zanus, que coordenou e realizou a análise sensorial dos vinhos da Asprovinho durante todo o processo, desde 2004.

Poderão receber o selo de Indicação de Procedência os vinhos das vinícolas que integram a Asprovinho (Cave Geisse, Cooperativa Pompéia, Cooperativa Vinícola Aurora Unidade Pinto Bandeira, Don Giovanni, Vinícola Valmarino e Terraças). Para tal, os mesmos devem seguir protocolos de produção específicos estabelecidos no Regulamento de Uso da IP, que incluem variedades e formas de cultivo, além de padrões de qualidade química e organoléptica dos vinhos. Todos os procedimentos possuem controle para garantir a rastreabilidade da produção.

A previsão é que o certificado fornecido pelo Inpi, que é o documento oficial que garante a certificação da Indicação de Procedência de Pinto Bandeira seja emitido no próximo semestre, momento no qual também serão lançados os primeiros vinhos certificados.


Fonte: Embrapa Uva e Vinho














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r