Bom dia!
17/12
 

Notícias

Voltar
Quinta-feira, 24 de junho de 2010 - 18h29m

Eventos > Encontro

RS: governadora Yeda abre Encontro Estadual de Irrigação em Esteio



Imagens

A governadora Yeda Crusius discursa durante abertura do Encontro Estadual de Irrigação, em Esteio

Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini



Esteio/RS

A governadora Yeda Crusius participou na manhã desta quinta-feira (24), da abertura do Encontro Estadual de Irrigação, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O encontro reuniu mais de 700 pessoas entre secretários de Estado, deputados, prefeitos, direção, técnicos e extensionistas da Emater/RS-Ascar, produtores rurais e estudantes de escolas agrícolas para debater um dos mais bem sucedidos programas protagonizados pelo Governo do Estado até hoje: O Pró-Irrigação.

A abertura teve início com a apresentação de um vídeo testemunhal, onde produtores de varias regiões do Estado relataram os benefícios que o programa vem alcançando nas pequenas propriedades rurais. Para um auditório lotado por dezenas de agricultores, a governadora Yeda Crusius avaliou o programa como uma iniciativa consolidada e que integra uma matriz fundamental ao desenvolvimento sustentável do Rio Grande do Sul. Referiu-se com elogios ao trabalho desempenhado pela Emater/RS-Ascar, instituição executora do programa. “O que a Emater faz em cada propriedade é levar o melhor das tecnologias e as mais avançadas inovações como ferramenta para o agricultor trabalhar no campo”, disse.

A presidenta da Emater/RS, Águeda Marcéi Mezomo, fez menção à época de surgimento do programa quando, em 2006, o mesmo era apenas uma proposição no plano de governo da então candidata ao Piratini, Yeda Crusius. Ela disse que o programa veio para ficar e que ganhou um forte impulso com a formação das parcerias e a adesão dos prefeitos. Falou que os R$ 45 milhões aplicados diretamente na irrigação constituem um montante significativo, principalmente tendo em vista os investimentos feitos na agricultura ao longo dos anos. “A Emater, através de seus escritórios regionais e municipais, abraçou o Pró-Irrigação porque ele atende o que a instituição busca no seu dia-a-dia, o compromisso de fortalecer as ações do meio rural”, disse.

Em pouco mais de três anos o governo investiu R$ 45 milhões na construção de 3.166 microaçudes e 1.446 cisternas no Estado. Mais de 300 municípios foram beneficiados. Segundo Águeda, a Emater/RS-Ascar iniciou o programa pela etapa de conscientização e transmissão de conhecimentos. Primeiro foram capacitados 350 técnicos na elaboração dos projetos para construção de microaçudes e cisternas, um contingente que atuou multiplicando informações junto à aproximadamente 26 mil produtores rurais.

Em 2010 os investimentos em irrigação devem chegar a R$ 110 milhões, segundo informou o secretário estadual de Irrigação e Usos Múltiplos da Água, Rogério Porto. Ele acredita que a produção de grãos como milho e soja no Rio Grande do Sul é reduzida em mais de 1,5 bilhão de dólares, a cada ano. Para ele, o Estado tem capacidade para produzir até 92 milhões de toneladas de grãos somente com a disponibilidade dos melhores solos de agricultura. “Precisamos acumular água do inverno e da primavera”, finalizou.

Durante o encontro prefeitos de diversos municípios fizeram um relato da adesão ao programa e dos benefícios que estão alcançando em termos de produção. Também se pronunciaram agricultores e professores das escolas técnicas.

À tarde, o Encontro de Irrigação proporcionou a discussão de alguns gargalos para o programa. Entre eles o problema que os produtores enfrentam com relação a disponibilidade de energia elétrica para os equipamentos utilizados nos sistemas de irrigação. Participaram desse debate representantes da CEEE, AES-Sul e a RGE. Segundo os palestrantes, as concessionárias apenas seguem as normas.

Já no final do evento representantes do Banrisul, BRDE e CaixaRS apresentaram as principais linhas de créditos que, hoje, atendem as demandas dos projetos de irrigação no Estado. No BRDE os produtores contam com o Programa de Irrigação que utiliza recursos do Moderinfra, linha de crédito do BNDES, além desta utiliza também linha de crédito do Finame. A CaixaRS também utiliza as linhas de crédito do BNDES. Já o Banrisul, além de utilizar recursos do BNDES, oferece recursos oriundos do Pronaf. Todas essas instituições de crédito recebem os projetos elaborados pela A Emater/RS-Ascar.


Fonte: Emater/RS














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r