Boa noite!
16/08
 

Notícias

Voltar
Terça-feira, 29 de junho de 2010 - 17h15m

Agronegócio > Economia

MG: setores da CeasaMinas sob a supervisão do Estado têm superávit



Belo Horizonte/MG

Os Mercados Livres do Produtor (MLPs) da CeasaMinas, principalmente o localizado na unidade de Contagem (Região Metropolitana de Belo Horizonte), vão contar em 2010 com recursos da ordem de R$ 621,4 mil para investimentos em melhorias. A informação é da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que responde pela coordenação e supervisão dos MLPs desde a federalização da Ceasa mineira.

O MLP é um espaço exclusivo para o escoamento da produção e contato dos produtores com os consumidores, sejam eles individuais, sacolões ou redes varejistas. Em 2009, os seis MLPs da CeasaMinas movimentaram 627,2 mil toneladas de produtos, informa a Superintendência de Segurança Alimentar e Apoio à Agricultura Familiar (Susaf) da Secretaria da Agricultura. No mercado livre da unidade da Grande Belo Horizonte foram comercializadas 500,8 mil toneladas, ou 80,0% do total. Cerca de 500 municípios fornecem hortigranjeiros ao grupo de entrepostos localizados em Minas, e no caso da unidade de Contagem o movimento é da ordem de 2,4 mil usuários ativos por ano.

De acordo com Ernane Santos Lima, assessor técnico da Susaf, depois da federalização da CeasaMinas, por meio do Decreto 40.963 de 2000, permaneceram sob domínio do Estado alguns setores das seis unidades, como os MLPs, nas cidades de Contagem, Barbacena, Caratinga, Governador Valadares, Juiz de Fora e Uberlândia.

Ele acrescenta que o governo do Estado ainda tem sob sua responsabilidade as portarias e vias de acesso das seis unidades da CeasaMinas. “O decreto mantém como propriedade do governo estadual 75% do prédio da administração da Ceasa da Grande Belo Horizonte, atualmente ocupado pelo laboratório de análises do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria”, diz o assessor.

Lima destaca que as tarifas arrecadadas no conjunto dos MLPs localizados nas seis unidades contribuíram para a obtenção de superávits contábeis a partir de 2007. “Naquele ano, a soma alcançou R$ 379,8 mil e no ano seguinte o valor subiu 13,3%, atingindo R$ 430,2 mil”, explica.

Em 2009, o superávit teve uma redução da ordem de 22,0% em relação ao ano anterior, porque foi necessário fazer o aluguel de máquinas para a limpeza do MLP e também implantar o “Olho Vivo” (conjunto de câmeras ligadas a uma central) para melhorar a segurança. Esse equipamento faz parte do sistema de monitoramento e vigilância eletrônica da CeasaMinas.

O assessor destaca, entre os investimentos realizados em 2009, a primeira etapa de substituição do sistema de iluminação do mercado livre, proporcionando a redução dos custos de energia. “Esse projeto, no valor total de R$ 400 mil, melhorou a apresentação das hortaliças e frutas, possibilitando mais segurança ao comprador”, assinala.

Além disso, o superávit possibilitou a ampliação do plantão do MLP de Contagem, com o objetivo de melhorar a infraestrutura de apoio aos produtores. “Para esta finalidade foram destinados R$ 200 mil”, assinala Lima. Ele acrescenta que ainda foi possível fazer em 2009 o recapeamento do piso do MLP de Caratinga, tornando o local mais apresentável para os consumidores. “O investimento, neste caso, foi de R$ 70 mil”, informa.

Segundo o assessor, com a retomada do crescimento do superávit em 2010 existe a perspectiva de melhorias como a instalação de câmeras de vigilância nos mercados livres das unidades do interior.

Investimentos para 2011
Lima acrescenta que o governo estadual tem alcançado resultados positivos também na supervisão do Pavilhão 4 da Ceasa de Contagem. “A atuação nessa área oferece a perspectiva de geração de recursos para o investimento de R$ 1,8 milhão nos MLPs de todas as unidades da CeasaMinas, cifra equivalente a um aumento de 300% na comparação com a de 2010. O valor previsto é consequência da licitação de 14 lojas do Pavilhão 4 do entreposto de Contagem.

Para o superintendente de Segurança Alimentar e Apoio à Agricultura Familiar da Secretaria da Agricultura, Lucas Scarascia, “a escalada de superávits nos MLPs sob a supervisão do governo estadual pode gerar benefícios além das melhorias de infraestrutura nessas áreas”. A meta, ele acrescenta é “contribuir também com uma parte dos recursos para o fortalecimento da cadeia de comercialização de frutas e hortaliças no Estado”.


Fonte: Seapa/MG














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r