Bom dia!
16/12
 

Notícias

Voltar
Quinta-feira, 01 de julho de 2010 - 08h18m

Agronegócio > Feijão

PR: após novo fracasso, Conab remarca leilão de feijão



Curitiba/PR

A Conab ofertou ontem 17,8 mil toneladas de feijão de cor - 5 mil toneladas produzidas no Paraná - em nova tentativa de reduzir os preços ao consumidor, mas não atraiu comprador para nenhum quilo do alimento. O preço de abertura do leilão eletrônico foi afixado em R$ 81,96, cotação 20% abaixo da média praticada no estado.

A falta de interesse dos distribuidores de feijão vem sendo relacionada pelos especialistas à qualidade do produto da Conab, considerada baixa para a cotação estipulada em edital.

A Conab reduziu em 8,93% a cotação praticada nos dois últimos leilões (R$ 90 a saca), mas não adiantou. O mercado queria pagar ainda menos pelo produto. O leilão de ontem foi a terceira tentativa frustrada de vender feijão neste ano. Novo leilão eletrônico está marcado para a próxima quinta-feira.

Em oferta, a mesma quantidade de feijão: perto de 5 mil toneladas do Paraná, 5 mil de Santa Catarina, 5 mil de Goiás e 5 mil de São Paulo. O preço de abertura deve ser definido dois dias antes da operação.

Os preços pagos ao produtor de feijão do Paraná subiram 60% no último ano, apesar da tendência de a produção das três safras do ciclo 2009/10 se manter em 780 mil toneladas no estado e em 3,5 milhões de toneladas no país.

No início do ciclo, as cotações estavam baixas. A Conab chegou a comprar 180 mil toneladas do produtor, como forma de garantir renda mínima ao setor. A medida, no entanto, ajudou a fazer os preços subirem. O produtor recebe atualmente cerca de R$ 105/sc na venda livre de feijão de cor e R$ 70/sc no feijão preto no Paraná.


Fonte: Gazeta do Povo














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r