Bom dia!
19/08
 

Notícias

Voltar
Sexta-feira, 02 de julho de 2010 - 16h02m

Agricultura > Safra

RS: semeadura do trigo chega a 80% no Estado, informa Emater



Porto Alegre/RS


TRIGO

O plantio do trigo teve um avanço expressivo nesta última semana. Com as condições favoráveis observadas em todas as principais regiões produtoras, o percentual da área semeada saltou de 62% para os atuais 80%, recuperando o atraso inicial. Segundo dados do Informativo Conjuntural elaborado pela Emater/RS-Ascar, o percentual de germinação também acompanhou o mesmo ritmo, atingindo, nesta semana, 75%. Na avaliação dos técnicos, o stand das lavouras, assim como o estado fitossanitário, é muito bom, não havendo incidência de pragas ou moléstias na maioria das áreas implantadas.


CANOLA

Restando apenas pequenas áreas a serem implantadas, especialmente na região Noroeste, a canola no Estado se encontra em germinação e desenvolvimento vegetativo, apresentando bom stand de lavoura até o momento. Os produtores iniciaram a prática de aplicação de nitrogênio em cobertura.


CEBOLA

Na região Serrana, as áreas com variedades precoces de cebola encontram-se transplantadas, tendo bom pegamento. As sementeiras da variedade Crioula vêm se desenvolvendo bem, sem pragas e com restrita incidência de doenças. Intensifica-se a preparação de canteiros para receber as mudas. No Litoral Médio, as sementeiras se apresentam com bom desenvolvimento e sanidade. Durante a semana, iniciou-se o transplante de mudas com as variedades precoces. A previsão de área transplantada deverá atingir entre 1.050 e 1.100 ha, conforme levantamento de comercialização de sementes. A semeadura direta, utilizada em 240 ha, está em fase de conclusão.


VIDEIRAS

Inicia a poda de inverno nos vinhedos da Serra, principal prática cultural desta estação. Também se intensifica a aplicação de caldas para o controle de pragas e fitomoléstias, bem como o plantio de novas áreas ou apenas renovação. Devido à especialidade da atividade e à escassez de mão-de-obra, a pré-poda vem ganhando ênfase.


BOVINOS

O mercado estadual de bovinos para abate segue valorizado. A diminuição na oferta está elevando os preços, devido à natural escassez de animais aptos para o abate neste período do ano. Colabora para isso, o natural declínio do campo nativo e o tempo que as pastagens hibernais necessitam para estarem aptas a sua plena utilização. Segundo o levantamento realizado pela Emater/RS-Ascar nas principais praças de comercialização, a vaca gorda passou de R$ 2,30 para R$ 2,34 o kg vivo, aumento de 1,74%, já o boi gordo aumentou 1,92%, passando seu preço médio de R$ 2,61 para R$ 2,66 o kg vivo. A falta de um frio mais intenso está colaborando para manter o bom estado corporal do rebanho e evitar uma maior redução de peso dos animais.


OVINOS

A escassez na oferta de cordeiros segue empurrando os preços para cima. Segundo os valores médios obtidos no último levantamento, o preço do cordeiro subiu 4,35%, passando de R$ 2,53 para R$ 2,64 o kg vivo. A boa perspectiva de remuneração tem estimulado os produtores a se organizar e planificar sua produção. A pouca umidade nas principais regiões produtoras de ovinos tem colaborado para manutenção de um bom padrão sanitário do rebanho.


Fonte: Emater/RS














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r