Boa noite!
15/07
 

Notícias

Voltar
Segunda-feira, 05 de julho de 2010 - 17h02m

Eventos > Dia de Campo

BA: dia de campo sobre alho reúne agricultores familiares em Pindaí e Brotas de Macaúbas



Pindaí e Brotas de Macaúbas/BA

Difundir tecnologias de produção da cultura de alho vernalizado e livre de vírus, nas regiões produtoras do Estado. Esse é o objetivo da Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), através da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A. (EBDA), que realiza dois dias de campo nessa semana.

O evento é uma iniciativa das gerências regionais de Seabra e Caetité (Escritório Local de Guanambí), em parceria com a Embrapa Hortaliças, e acontecerá nesta quarta (07) e quinta-feira (8), nos municípios de Brotas de Macaúbas e em Pindaí, respectivamente. São esperados, nas duas oportunidades, mais de 500 agricultores familiares, além de técnicos e autoridades regionais e municipais.

Segundo Humberto Carvalho Morais, técnico em agropecuária do escritório de Boninal, e um dos organizadores, na programação constam atividades de campo, com explanação in loco, visita a uma unidade de multiplicação de alho-semente, livre de vírus, demonstração e degustação de produtos à base de alho. “Tanto agricultores como a comunidade local terão a oportunidade de conhecer técnicas de produção, adequadas à região, como também conhecer e provar as muitas iguarias feitas com o alho”, comentou o técnico.

Na Bahia, a principal região de cultivo de alho é a Chapada Diamantina, com área colhida de 243 hectares (39% do Estado), produção de 1,824 mil toneladas (42% do Estado) e produtividade de 7,5 toneladas por hectare, segundo Humberto Morais. Ele informou ainda que, em 2008, a área colhida, em todo o Estado, foi de 628 hectares, quando a produção chegou a 4,32 mil toneladas, e produtividade média de 7 toneladas por hectare.

A empresa já vem desenvolvendo experiências com alho, em diversas regiões da Bahia, sendo que os municípios de Brotas de Macaúbas, Cristópolis, Dom Basílio, Piatã, Pindaí, Urandi, e Novo Horizonte (maior produtor baiano), são os principais produtores. Nestas localidades, o trabalho consiste na introdução de variedades vernalizadas (processo de indução do alho-semente, em câmaras de resfriamento), com as variedades Roxo, Pérola de Caçador, Quitéria e Jonas, as não vernalizadas, com as variedades Cateto-Roxo e Amarante, e as livres de vírus, a Quitéria e a Cateto-roxo.

“Estas variedades têm respondido de forma surpreendente, em todas as regiões, e, hoje, os agricultores baianos já podem se orgulhar de sua produção, pois apresenta qualidade e competitividade no mercado”, assegurou Fábio Lúcio Martins Neto, gerente Regional de Seabra.

Durante os eventos serão abordados, nas estações, temas como: Produção de Alho Nobre/vernalizado, tendo como palestrante Humberto Morais; Adubação e nutrição do alho/prática de compostagem, que será apresentado por uma pesquisadora da Embrapa Hortaliças; Alho livre de vírus e qualidade de alho-semente, por Werito Melo e Francisco Vilela, da Embrapa; Sistema de Produção de alho para o Nordeste, por Francisco Vilela e Humberto Morais; e Demonstração e Degustação de produtos à base de alho, tendo como responsável Maria de Lourdes Barros, técnica da EBDA.


Fonte: Seagri/BA














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r