Bom dia!
13/12
 

Notícias

Voltar
Quinta-feira, 20 de abril de 2017 - 16h09m

Agronegócio > Trigo

RS: crescimento da liquidez do trigo no Brasil indica mais negócios, diz Agência Safras



Porto Alegre/RS

O mercado brasileiro de trigo permanece sem registro de negócios relevantes envolvendo o grão nacional. O foco sobre a colheita das safras de verão, tanto nas lavouras quanto na logística, coloca o trigo em segundo plano no momento. O volume de importações segue elevado, quadro favorecido pela cotação atual do dólar em relação ao real. Assim, os moinhos já se abasteceram e não têm necessidade de compras imediatas.

Nesta semana reduzida, porém, o mercado vem registrando liquidez crescente. Segundo o analista de Safras & Mercado, Jonathan Pinheiro, isso possibilita um maior volume de negócios ainda dentro deste mês. “Este movimento de maior liquidez no mercado interno se da principalmente no estado do Paraná, onde os moinhos seguem bem abastecidos, contudo, já apresentam espaços em seus armazéns para a entrada de novos lotes. Com a aparição de preços atrativos, estes tem se mostrado dispostos a realizar as aquisições”, disse.

De acordo com Pinheiro, porém, é importante ressaltar que muitos produtores seguem bastante retraídos, esperando preços mais atrativos, principalmente levando em conta um menor fluxo de trigo paraguaio no oeste paranaense. “Na região norte do Paraná, a redução do crédito no Icms vem causando queda nas vendas para o estado de São Paulo, grande comprador do trigo paranaense. Desta forma, nesta região o movimento de negócios está mais lento”, explicou.

No Rio Grande do Sul, mesmo com a colheita de soja em andamento, já há alguns negócios sendo realizados com trigo, e os preços apontam para recuperações pontuais, tendo em vista uma oferta reduzida dentro do estado, principalmente pelo volume escoado via leilões de subvenção.

Preços mínimos
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou na última terça-feira (18) um leilão de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural - Pepro - para 30 mil toneladas de trigo - aviso 081. O volume é todo oriundo do Paraná. Foram adquiridas 26,25 mil toneladas, representando 87,5% da oferta total. As médias simples e ponderada para a operação ficaram em R$ 0,1749 por quilo.

Para a próxima temporada, o Ministério da Agricultura reduziu em 3,6% os preços mínimos do trigo, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quarta-feira. No caso do trigo "pão" tipo 1 no Sul do país, por exemplo, o preço mínimo  em 2017/18 foi reduzido para 37,26 reais por saca de 60 quilos, ante 38,65 reais na temporada 2016/17.

Os preços mínimos servem como referência para o governo aplicar políticas de subvenção aos produtores rurais no caso de forte recuo das cotações de mercado.


Fonte: Agência Safras














© Copyright 2017, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r