Bom dia!
23/08
 


Notícias

Voltar
Sexta-feira, 19 de maio de 2017 - 17h17m

Agronegócio > Trigo

RS: mercado de trigo observa início de plantio e instabilidade política, diz Agência Safras



Porto Alegre/RS

O mercado brasileiro de trigo avalia  as notícias envolvendo a política brasileira, que causaram grande instabilidade no país. Segundo o analista de Safras & Mercado, Jonathan Pinheiro, o principal reflexo dessa instabilidade política é a forte elevação do dólar, que ontem chegou a subir 8,77%.

"Isso confirmou a expectativa de que caso houvesse uma elevação acima de R$  3,30, o trigo nacional, segundo as paridades de importação, volta a ser mais atrativo que o ofertado no mercado externo, ganhando competitividade frente o trigo ofertado principalmente pelos vizinhos do Mercosul, a Argentina e o Paraguai, dois dos três maiores fornecedores do cereal ao Brasil nesta temporada", disse.

A expectativa é de que a instabilidade, ao menos no curto prazo, mantenha o câmbio em uma trajetória de alta, ou ao menos acima de R$ 3,30, favorecendo o produto brasileiro. "Por outro lado, é importante destacar que estes impactos podem ser minimizados, ao menos em um primeiro momento, devido às grandes indústrias do país, que se encontrarem bem estocadas, podendo apresentar abastecimento suficiente até junho, adiando volatilidades maiores", finaliza.

Paraná
No Paraná, conforme Departamento de Economia Rural (Deral), o plantio de trigo para a safra 2017 atinge 55% da área estimada para o estado, de 998,880 mil hectares. A área deve recuar 8% frente aos 1,092 milhão de hectares cultivados na safra 2015/16. Segundo o departamento, 100% das lavouras estão em boas condições, divididas entre as fases de germinação (29%) e crescimento vegetativo (71%).

O Deral estima a produção 2016/17 de trigo do Paraná em 3,149 milhões de toneladas, queda de 9% frente aos 3,446 milhões de toneladas da safra passada. A produtividade média é estimada em 3.153 quilos por hectare, praticamente inalterada frente aos 3.158 quilos por hectare obtidos na temporada 2015/16.

O plantio de trigo em Campo Mourão, no noroeste do Paraná, cobre 65% da área total, estimada em 15,2 mil hectares. Segundo o engenheiro agrônomo da Coamo, Lucas Gouvea, a expectativa para produtividade fica em torno de 3 toneladas por hectare. Os trabalhos de implante foram iniciados no começo de maio e devem se estender até a primeira quinzena de junho. As lavouras semeadas se dividem entre as fases de germinação (50%) e desenvolvimento vegetativo (15%). A colheita do trigo deve começar no mês de setembro.

Na área de atuação da Cooperativa Cocamar, no norte e noroeste do Paraná, o plantio de trigo está encerrado. Foram cultivados 108,9 mil hectares. Conforme fonte do departamento técnico, que concedeu entrevista exclusiva à Agência Safras, cerca de 10% das lavouras recém foram plantadas, 25% estão em fase de emergência e 65% em desenvolvimento vegetativo. Conforme a fonte, sem uma política boa para a cultura de trigo, "fica difícil para o produtor investir". A produtividade média está estimada em 3.127 quilos por hectare.

Rio Grande do Sul
No Rio Grande do Sul, segundo a Emater/RS, o plantio da safra 2017 deverá tomar impulso a partir desta sexta-feira (19), conforme determina o zoneamento agrícola e de risco climático. Na Região Administrativa de Santa Rosa existe uma tendência de redução de área, que pode variar de 3% a 5% em relação à safra anterior. Mesmo com o tempo não muito favorável às atividades voltadas ao plantio devido às chuvas dos últimos dias, cerca de 2% da área a ser plantada na região já se encontra coberta.

O plantio do trigo na região de Santa Rosa, no norte do Rio Grande do Sul, foi iniciado na semana passada e ainda não chega a 5% da área projetada. Segundo o engenheiro agrônomo da Cotrirosa, Taciano Reginatto, a superfície total é estimada em 9 mil hectares. A produtividade média é esperada entre 2,7 e 3 toneladas por hectare.

Conforme Reginatto, a expectativa é de clima favorável às lavouras de um modo geral nessa temporada. Para a próxima semana, porém, são previstas chuvas que devem atrapalhar o plantio. Os trabalhos devem se estender até o final de junho. A ceifa está prevista para começar no início de setembro.

Argentina
O plantio de trigo para a safra 2016/17 da Argentina atinge 2,8% da área. Segundo o boletim semanal da Bolsa de Cereais de Buenos Aires, a superfície prevista para safra é de 5,5 milhões de hectares, 7,8% acima do ano passado. Os trabalhos avançaram 1,6% desde a semana passada e estão 1,1% acima do mesmo período do ano passado.

Egito
O Egito importou, através da Gasc, agência estatal encarregada da oferta de grãos, 295 mil toneladas de trigo, em licitação realizada na quarta-feira. O grão é oriundo da Romênia, da Ucrânia, da Rússia e dos Estados Unidos. O país africano é o maior importador global de trigo. A compra favoreceu os preços do trigo norte-americano, que tem boa demanda nos últimos dias. Excluindo o frete, foram compradas 60 mil toneladas da Romênia, da Ucrânia, da Rússia e do hard vermelho dos Estados Unidos, além de mais 55 mil toneladas de trigo hard vermelho em carregamento adicional.


Fonte: Agência Safras
















© Copyright 2017, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r