Bom dia!
13/12
 

Notícias

Voltar
Quinta-feira, 12 de outubro de 2017 - 10h48m

Eventos > Café

MG: café especial, Cup of Excellence Brazil 2017 tem 73 finalistas



Produtores classificados para a fase internacional disputarão título de melhores cafés especiais da safra 2017. Vencedores já foram vendidos por mais de R$ 18 mil a saca


Varginha/MG

A possibilidade de comercializar uma saca de café a valores que já superaram R$ 18 mil. É essa a oportunidade que terão os 73 produtores que tiveram suas amostras classificadas para a fase internacional, nas categorias "Naturals" e "Pulped Naturals", do Cup of Excellence – Brazil 2017, principal concurso de qualidade para cafés especiais do País, que é realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (Bsca) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE).


NATURALS

Na categoria voltada aos cafés naturais, que são os frutos colhidos e secos com casca, 40 produtores disputarão o título de melhor grão cultivado na safra 2017. A origem produtora que mais classificou amostras foi a Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas Gerais, com 14 (35%). Na sequência, vieram a Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, com oito (20%); o Sul de Minas, com seis (15%); as Matas de Minas, com cinco (12,5%); a Indicação de Procedência da Alta Mogiana, com quatro (10%); e a Chapada de Minas, a Média Mogiana de São Paulo e as Montanhas do Espírito Santo, com uma amostra (2,5%) cada. O resultado completo pode ser conferido no site da BSCA (http://bsca.com.br/assets/CoE-2017-Res-Nacional-NAT.pdf).


PULPED NATURALS

A categoria destinada aos cafés produzidos por via úmida (cerejas descascados e/ou despolpados) terá 33 finalistas, que tiveram nota igual ou superior a 86 pontos na avaliação do júri nacional. A região que mais se destacou foi a das Matas de Minas Gerais, com 13 amostras (39,4%), acompanhada pela Chapada Diamantina, com cinco lotes (15,2%); Montanhas do Espírito Santo e Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas Gerais, com três (9,1%) amostras cada; Indicação de Procedência do Norte Pioneiro do Paraná, Sul de Minas, Média Mogiana de São Paulo e Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, com dois lotes (6,1%); e Chapada de Minas, com uma amostra (3%). A lista dos produtores classificados também está disponível no site da Bsca (http://bsca.com.br/assets/CoE-2017-Res-Nacional-PN.pdf).

Entre os dias 16 e 22 de outubro, o júri internacional do concurso avaliará os cafés classificados e os que voltarem a obter nota igual ou superior a 86 serão eleitos "Cup of Excellence Winners" das categorias "Pulped Naturals" e "Naturals" do certame, adquirindo o direito de serem comercializados em disputado leilão internacional via internet. Já os que receberem notas entre 84 e 85,9 pontos serão considerados "National Winners" e também irão a leilão via internet, cujo foco principal é voltado aos compradores brasileiros.


Fonte: Associação Brasileira de Cafés Especiais (Bsca)














© Copyright 2017, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r