Bom dia!
14/12
 

Notícias

Voltar
Quinta-feira, 08 de fevereiro de 2018 - 18h18m

Eventos > Soja

DF: compradores esclarecem procedimentos de classificação de soja com o novo manual lançado hoje



Imagens

Foto: Divulgação / OCB



Abiove, Acebra, Anec e OCB assinam o Manual de Boas Práticas de Classificação de Soja lançado hoje na sede da OCB, em Brasília.


Brasília/DF

Indústrias, tradings, cerealistas e cooperativas, reunidas na Abiove, Acebra, Anec e OCB, afirmaram hoje (08), no lançamento do manual de boas práticas de classificação de soja, que estão comprometidas com a transparência nesses processos, baseados em critérios técnicos e em legislações aplicáveis.

Transparência - A importância de dar transparência à sociedade sobre procedimentos de mensuração de defeitos é o principal objetivo do manual. A cartilha também é importante porque harmoniza e padroniza procedimentos técnicos. As entidades que assinam o manual se comprometem com o esclarecimento do processo de classificação da soja proveniente da lavoura e da soja padronizada.

Apesar de as diretrizes da Instrução Normativa (IN) nº 15, de 9 de junho de 2004, da IN nº 11, de 15 de maio de 2007, e da IN nº 37, de 27 de junho de 2007, todas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), serem aplicáveis à soja padronizada importada e à soja padronizada destinada ao consumo in natura, as empresas compradoras signatárias do manual já seguiam os critérios de defeitos estabelecidos por essas normas. A cartilha, portanto, reforça o compromisso das empresas em aplicar as definições normatizadas para a soja proveniente da lavoura.

O que diz o manual - O manual define termos e procedimentos de classificação, detalha os parâmetros e os ilustra com referencial fotográfico, explica quais equipamentos devem ser utilizados na classificação e no processo de amostragem de soja. A cartilha também trata de listas de insetos, pragas e de padrões de segurança do trabalho em amostragem de caminhões. Além disso, aborda aspectos mínimos de qualidade e segurança para amostragem de soja.

O manual está disponível nos sites das entidades signatárias.

O evento – Na abertura do evento falaram Arney Antonio Frasson, presidente da Associação das Empresas Cerealistas do Brasil (Acebra), Fabio Trigueirinho, presidente executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Márcio Lopes de Freitas, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), e Sérgio Mendes, diretor-geral da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec).

O gerente de economia da Abiove, Daniel Furlan Amaral, apresentou o manual e José Renato Bouças Farias, chefe-geral da Embrapa Soja, falou sobre os benefícios da classificação de soja para o desenvolvimento da cadeia produtiva.

Uma mesa-redonda sobre a importância da padronização da classificação de grãos foi moderada por Fátima Parizzi, coordenadora-geral de qualidade vegetal do Mapa. Os debatedores foram Alex Novello, vice-presidente da Acebra-PR, Fernando Xavier, presidente da comissão de classificação da Abiove, Paulo Carneiro, gerente-geral da Cooperativa Comigo, representando a OCB, e, pela Anec,  Pedro Matos, presidente da Associação das Supervisoras e Controladas do Brasil.


Fonte: Abiove, Acebra, Anec e OCB














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r