Boa noite!
20/08
 

Notícias

Voltar
Quarta-feira, 13 de junho de 2018 - 17h53m

Eventos > Emater

RS: 5º Seminário da Pecuária Familiar e 3º Encontro do Agronegócio reuniram 100 pessoas em São Francisco de Assis, diz Emater/RS



São Francisco de Assis/RS

Na sexta-feira (08), no município de São Francisco de Assis, no Vale do Jaguari, foi realizado o 5º Seminário da Pecuária Familiar, juntamente com o 3º Encontro do Agronegócio, nas dependências do CTG Negrinho do Pastoreio.

O evento contou com palestras sobre pecuária familiar, lavoura de carne, bem-estar de ovinos e manqueira ovina, além de um almoço de confraternização. Cerca de 100 pessoas de 12 municípios da região estiveram presentes, incluindo o vice-prefeito de São Francisco de Assis, Paulo Renato Cortelini, o prefeito de Santo Antônio das Missões, Puranci Barcelos dos Santos, o assistente estadual em Solos da Emater/RS-Ascar, Edemar Streck, e o gerente adjunto do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria, José Renato Cadó. O evento foi realizado pelo Governo do Estado, Emater/RS-Ascar e Rotary Internacional, com apoio da Prefeitura de São Francisco de Assis, Sindicato Rural, Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água, Sicredi e DSM/Tortuga.

De acordo com o extensionista rural do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de São Francisco de Assis, Rafael da Silva de Vargas, a pecuária familiar é uma das principais atividades produtivas no município, com cerca de 180 mil cabeças de gado; a ovinocultura, apesar de não ser a atividade principal realizada nas propriedades rurais do município, envolve cerca de 500 produtores, totalizando aproximadamente 25 mil animais.

Em São Francisco de Assis predomina ainda o molde de pecuária extensiva, mas muitos pecuaristas vêm procurando tecnologias para implantar sistemas mais intensivos de produção; por isso, realizamos estes eventos, que levam informações novas aos produtores a respeito dessas duas atividades, destacou Vargas.

Seminário de Pecuária Familiar
Os pontos negativos e positivos da atividade pecuarista foi o primeiro assunto discutido durante o 5º Seminário da Pecuária Familiar. Palestrando sobre o cenário da pecuária familiar, o assistente técnico da Produção Animal do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria, engenheiro agrônomo Roblein Cristal Coelho Filho, apontou o individualismo dos produtores, as dificuldades em infraestrutura de transporte, os rebanhos sem raça, a baixa qualidade de apresentação dos produtos, entre outros aspectos, como deficiências que precisam ser superadas na pecuária familiar.

Coelho Filho expôs ainda os problemas atuais do reduzido consumo de carne per capita e da desvalorização do real em relação ao dólar. Mesmo em meio às dificuldades produtivas, o assistente técnico da Emater/RS-Ascar afirmou que investir na pecuária de corte pode ser uma ótima oportunidade, tendo em vista a integração entre lavoura e pecuária, os menores riscos em relação às adversidades climáticas e a demanda crescente de carne até 2020, prevista pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). Entretanto, para obter êxito na atividade produtiva, Coelho Filho recomenda aos produtores que passem a produzir de acordo com a demanda, trabalhem com definição racial do rebanho, adotem práticas de bem-estar animal e que profissionalizem a atividade, tratando esta como se fosse uma empresa.

Após a palestra sobre o cenário da pecuária familiar, o supervisor técnico da empresa DSM/Tortuga, médico veterinário Douglas Griebeler, palestrou sobre Lavoura de Carne, na qual tratou sobre suplementação em pastagens de inverno na recria e na engorda. Entre os assuntos tratados, Griebeler apresentou os aspectos relacionados ao aumento da produção e da rentabilidade da lavoura de carne, o uso consciente de insumos agrícolas com foco em custo benefício para a propriedade rural, ferramentas nutricionais que visam incrementar a alimentação bovina, além de estratégias alimentares de inverno.

Encontro do Agronegócio
Durante 3º Encontro do Agronegócio, que começou logo após as palestras sobre pecuária familiar, foi tratado o tema bem-estar animal e manejo de ovinos, na palestra da pesquisadora aposentada e médica veterinária do Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor (Ipvdf), da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), Norma Centeno Rodrigues.

A pesquisadora explicou que, na ovinocultura, o bem-estar animal tem efeitos diretos na produção da carne, na eficiência reprodutiva e, até mesmo, na qualidade da lã, já que os ovinos são animais sensíveis à audição e com excelente capacidade de aprendizagem e memória. Norma Centeno Rodrigues recomendou a utilização de material adequado para o manejo, a fim de não estressar e machucar os animais. Norma falou ainda sobre a conscientização necessária dos produtores, para que práticas abusivas não sejam utilizadas com propósitos estéticos. Para finalizar o evento, o professor aposentado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), médico veterinário Luiz Alberto Ribeiro, explicou os diagnósticos e tratamentos do Footrot, doença conhecida como manqueira, que afeta algumas estruturas dos cascos dos ovinos.

De acordo com Ribeiro, o Footrot é causado por uma associação de duas ou três bactérias, mas pode ser controlável e até mesmo erradicada por medidas racionais e vacinação preventiva.

O agricultor Benhur Teixeira Elgart trabalha com ovinocultura e produção leiteira no município de Quevedos. Ele viajou a São Francisco de Assis para participar do evento porque considera muito importante adquirir conhecimentos sobre a atividade produtiva. Eu participo do Grupo de Ovinocultores de Quevedos há quatro anos, onde realizamos encontros mensais para aprendizagem; embora eu já saiba bastante sobre a produção de ovinos, o evento trouxe informações novas e importantes para melhorar a atividade, avaliou Elgart.

Já o agricultor José Samuel Flores Pinheiro, que é pecuarista no município de São Pedro do Sul, afirma ter adquirido conhecimentos novos sobre a pecuária, principalmente relacionados à pastagem, os quais pretende aplicar na propriedade familiar.


Fonte: Emater/RS














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r