Boa noite!
20/11
 

Notícias

Voltar
Sexta-feira, 14 de setembro de 2018 - 16h49m

Eventos > Cotriel

RS: capacitação discute medidas para prevenir alterações no leite, diz Cotriel



Espumoso/RS

Na última quarta-feira (12), o Departamento de Produção Animal da Cotriel em parceria com a empresa  Nutrifarma/Agrifirm realizou uma palestra onde abordou medidas para prevenir alterações no leite. Da cooperativa participaram médicos veterinários e técnicos do departamento da sede e unidades do depósito de Arroio do Tigre, Posto de Resfriamento de Leite e venda externa de rações de Espumoso e Salto do Jacuí. A Ccgltambém se fez presente com os técnicos de campo da região de Espumoso, Eduardo Feltrin e Arroio do Tigre, Roberto Morinel. As informações foram passadas pelo consultor técnico da empresa e médico veterinário Ricardo Rocha.

Em sua abordagem, Rocha disse que este trabalho desenvolvido há um bom tempo pela equipe técnica da empresa visa buscar informações sobre alterações na qualidade de leite, não exclusivamente na questão sanitária como a contagem de células somáticas – CCS ou Contagem Bacteriana – CTB, mas sim avaliando a composição do leite e a interferência que isso tem na análise final do produto, permitindo identificar possíveis fatores que possam condenar o leite por alterações na crioscopia, presença de cloreto, análise de acidez e  teste do alizarol e presença de gordura e proteína: “Entendemos que este trabalho é para que o técnico, que está todo o dia na propriedade, implemente,  de acordo com cada realidade, ajustes que minimizem os impactos que esta alteração na composição do leite pode trazer ao produtor associado”, salienta.

Aos participantes do curso foi apresentado um plano de ação que envolve atividades de curto, médio e longo prazo, detalhando de forma bem específica, o momento que cada ação deve ser aplicada, para que as metas sejam concluídas com sucesso, e em um segundo momento, implementar isso nas propriedades com o objetivo de reduzir as condenações de leite nas propriedades. Rocha disse que um dos principais pontos é melhorar a alimentação: “Não é porque os animais estão passando fome, mas sim, consumindo menos que o recomendado por situações pontuais, como o atual momento, onde alguns consomem apenas a pastagem da área destinada a eles, sem comer silagem e ração e essa limitação do consumo somente ao pasto não atende às necessidades da vaca, levando alterações na composição do leite”, disse.

Por fim, Rocha disse que uma medida valiosa para ter um leite com uma composição adequada é implementação da terceira refeição: “Normalmente nas propriedades são realizados dois tratos no cocho, um pela manhã e outro no final do dia e este terceiro seria o almoço da vaca.  Com a terceira oportunidade de se alimentar, o animal reforça seu comportamento natural, que é de  ruminar três vezes ao dia e consumirá tudo o que precisa e ter uma saúde melhor”, finalizou.


Fonte: Cotriel














© Copyright 2018, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r