Bom dia!
22/10
 


Notícias

Voltar
Segunda-feira, 24 de julho de 2006 - 17h54m

Animais > Silvestres e Exóticos

Goiás apóia a criação de animais silvestres e exóticos



Projeto ‘Animais Silvestres e Exóticos’ pretende organizar criação de animais silvestres e exóticos para atender demanda por esse tipo de carne. Queixada, conhecido como porco do mato, é um dos animais criados com finalidade comercial.


Jataí/GO

Potencial e demanda existem. As carnes exóticas são cada vez mais apreciadas por freqüentadores de restaurantes finos e churrascarias. Então, o que falta para que a criação de animais silvestres e exóticos em cativeiro, para produção de carne, deslanche no Estado de Goiás? Oferta, responde logo o engenheiro agrônomo Reginaldo Antônio Gomes, proprietário de um criatório autorizado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na chácara Zooflora, em Jataí (GO), a cerca de 300 quilômetros da capital de Goiás.

Reginaldo é um dos 39 criadores de animais silvestres ou exóticos que estão sendo atendidos por um projeto apoiado pelo Sebrae em Goiás e que visa justamente organizar a atividade para ampliar as possibilidades de mercado. Denominado ‘Animais Silvestres e Exóticos’, o projeto tem desenvolvido ações no sentido de aproximar esses criadores, que até então atuavam de forma isolada, para elevar o número de animais criados em cativeiro e, conseqüentemente, a oferta de carne.

“Tenho animais para abate e, às vezes, até entrego para um frigorífico aqui de Jataí, autorizado para abater animais silvestres criados em cativeiro. Mas não tenho um volume de produção suficiente para fechar contratos com restaurantes ou casas de carnes, que exigem uma entrega periódica”, explica o criador. “Por isso, esse projeto do Sebrae é importante, porque atua para elevar o número de criatórios autorizados e, com isso, elevar a oferta de carne”, acrescenta.

Na chácara Zooflora, Reginaldo cria capivara, queixadas (porco do mato), catetos (catitus) para finalidade comercial, ou seja, produção de carne. Atualmente, o plantel é formado por 130 queixadas, cerca de 50 catetos e 30 capivaras, esta última com criação consorciada com peixes. “Elas precisam de tanques e nesses tanques crio peixes”, informa.

Criatório conservacionista
Além da criação de animais para produção de carne, Reginaldo mantém na chácara criação conservacionista de animais como pacas, antas, cotias e até veados. Muitos desses animais são recolocados na natureza. O trabalho realizado no sítio Zooflora já ganhou, inclusive, fama nos Estados Unidos. Todo ano, Reginaldo recebe excursões de alunos do estado de Illinois.

“A criação de animais silvestres em cativeiro, mesmo para a produção de carne, tem caráter de conservação, porque os animais não estão sendo retirados aleatoriamente da natureza. A maioria vem de matrizes apreendidas pelo Ibama, que passam por um processo de reprodução em cativeiro”, explica.

Projeto
O projeto ‘Animais Silvestres e Exóticos’ é resultado de uma parceria entre 11 instituições, entre as quais o Sebrae em Goiás. Estão previstos, até o fim de 2007, investimentos de R$ 1,6 milhão, sendo R$ 400 mil serão aplicados pela Instituição em capacitação de tratadores e criadores, gestão dos criatórios, articulação para cadastrar frigoríficos e participação em feiras e eventos.

Na avaliação do consultor do projeto pelo Sebrae em Goiás, Wilian Pires de Oliveira, o principal desafio para incrementar a produção de carne de animais silvestres e exóticos é organizar a cadeia produtiva e, concomitantemente, o mercado. “Não está faltando mercado, o que falta é produto, principalmente quando se trata de carne de animais silvestres e exóticos”, assinala.

Segundo ele, esse será um dos temas do Encontro Brasileiro de Animais Silvestres, a ser realizado em Goiânia, de 17 a 19 de agosto. O evento, que ocorrerá paralelamente à Feira Agro Centro-Oeste, no Campus II da Universidade de Goiás (UFG), terá a participação de criadores e especialistas de várias regiões do País.

Além do Sebrae, apóiam o projeto ‘Animais Silvestres e Exóticos’ a Agência Ambiental de Goiás, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do estado (Senar-GO), Centro de Répteis (RAN), Parque Zoológico de Goiânia, Secretaria de Meio Ambiente, Associação dos Criadores de Animais Silvestres do Centro-Oeste (Acasco), prefeitura de Jataí, ONG Agrodefesa, Idéia Ambiental e Cultural e Ibama.

Serviço:
Sebrae em Goiás - (62) 3250-2435
Agência Sebrae de Notícias – (62) 3348-7494


Rodrigo Rievers


Fonte: Agência Sebrae de Notícias














© Copyright 2014, Via Informação - Todos os direitos reservados
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial sem a citação da fonte.
Site desenvolvido por Grandes Idéias

Skype: paginarural

E-mail: paginarural@paginarural.com.br

h t t p : / / w w w . p a g i n a r u r a l . c o m . b r